Testes de QI podem ser decisivos para o Draft.

As organizações das equipas da NBA são cada vez mais evoluídas e continuam a procurar novas formas para as suas ações serem mais eficazes a cada dia que passa. Com o atual estado mundial devido à pandemia do Covid-19, estão a ser necessários ajustes à forma como se avaliam os jogadores que irão entrar no próximo Draft.

Com o atual cenário, com datas mudadas, com torneios cancelados, onde os “olheiros” das equipas da NBA faziam os apontamentos finais sobre as escolhas dos jogadores do Draft, estão a ser estudadas novas formas de avaliar os jogadores para a escolha no sorteio seja a mais acertada.

De acordo com o repórter Jonathan Wasserman do “Bleacher Report” existem equipas que estão a fazer entrevistas com os jogadores que vão entrar no Draft, onde fazem vários teste, uma espécie de testes de QI, que envolvem memória, números, sequências entre outros. Estas “entrevistas” estão a ser feitas através de plataformas como o “Zoom” ou o “Skype”.

Na linha da frente deste novo modelo estão os Golden State Warriors, os Boston Celtics, Toronto Raptors, Minnesota Timberwolves e os Charlotte Hornets.


Ao que indica o repórter Jon Rothstein, as escolhas podem mesmo ser feitas com a principal base da decisão ser estas entrevistas.

Deixe uma resposta