Sixers voltam atrás após decisão polémica

A suspensão das competição, que ocorreu há quase duas semanas, colocou todos os trabalhadores e membros do staff dos franchises numa posição particularmente delicada.

Tal deveu-se ao facto de se estar a equacionar uma diminuição nos salários dos trabalhadores das Arenas onde as equipas habitualmente disputam as partidas que realizam.

Não há duvidas que a preparação de um jogo profissional de basquetebol necessita de milhares de pessoas a trabalhar nos pavilhões e estas representam por isso um número bastante considerável de mão de obra que vê os seus salarios sofrerem cortes. Tal se alastrou ainda até aos membros do staff das equipas, que numa fase onde não há treinos nem uma rotina diária de acompanhamento das organizações, mostram-se também preocupados com a situação atual.

Algumas equipas já tomaram medidas no sentido de proceder a uma redução salarial de alguns trabalhadores da organização, uma delas foram os 76ers, que tomaram a decisão de reduzir em 20% as remunerações mensais dos seus trabalhadores, que auferem mais de 50k por por ano.

Joel Embiid, solidário com todos os colaboradores do franchise, doou a quantia de 500.000 $ aos trabalhadores, à semelhança do que já tinha sucedido com outras estrelas da liga, nos seus respetivos clubes.

Depois da decisão ter sido duramente criticada, os donos dos Sixers convenceram-se que talvez se pudessem ter precipitado na decisão e voltaram atrás durante o dia de hoje, por via de um comunicado partilhado nas redes sociais

Consulta o que foi declarado pela organização em baixo

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde 2009, desde que um certo trio andou por lá a provocar estragos

Deixe uma resposta