Os Esquecidos – Nº5. Chris Webber “O Fab 5”

Durante 10 dias vamos nomear os 10 jogadores mais underrated da história da NBA. São jogadores que marcaram o jogo de uma maneira ou de outra mas que no final foram esquecidos por muitos fãs da NBA.

  • Anos: 1993-2008
  • Pontos: 20.7 por jogo ( 8124 no total – 68º em Ranking )
  • Rebounds: 9.8 por jogo( 17182 no total – 94º e Ranking )
  • Win Shares: 84.69 ( 131º em Ranking )

Provavelmente foi o jogador mais azarado do basquetebol. Apesar de fazer sempre boas épocas, tanto na NBA como na universidade, parecia que havia algo externo que o impedia de ganhar. Falamos de Chris Webber, 5x NBA All-Star e um dos membros dos Fabulous 5 (Fab 5).

Antes da NBA

Nascido em Detroit, Michigan, Webber começou a sua carreira no High School da terra natal onde no seu ano de sénior (1991) acabou com médias de 29.4 ppg e 13 rpg . Nesse mesmo ano é nomeado Michigan’s Mr. Basketball e vence o MVP do McDonald’s All-America. No final desse ano decide ingressar na Universidade de Michigan.

Já alguma vez se perguntaram como passamos do estilo dos anos 80, com calções curtos e meias brancas , para o estilo atual? Onde os equipamentos são mais largos, as meias pretas e os calções mais compridos. Isso deveu-se a C-Webb e aos seus companheiros , Jalen Rose, Juwan Howard, Jimmy King e Ray Jackson. Juntos formavam os Fabulous 5. Assim sendo os Wolverines ( alcunha da equipa da universidade) marcaram uma nova era no basquetebol onde juntavam o jogo que todos amamos com a cultura hip-hop.

No primeiro ano da universidade, os Fab 5, compostos apenas por caloiros, chegam à final do torneio NCAA. Tornaram-se na primeira equipa da história da NBA a competir na final do torneio com apenas caloiros no cinco inicial. A final foi disputada frente à universidade de Duke onde os Wolverines saem derrotados.

No ano seguinte, C-Webb e os seus companheiros, chegam novamente à final do NCAA, num jogo em que com 11 segundos para terminar, Michigan perdia 73-71. Numa tentativa de sair com a bola, Webber é apanhado numa armadilha de meio campo e pede um time-out. Contudo, a equipa não tinha mais time-outs e assim sendo, tal como ditam as regras, uma falta técnica é marcada a favor da universidade de North Carolina levando a mais uma derrota na final dos Fab 5.

No final desse ano, C-Webb declara-se para o draft de 1993, sendo o primeiro dos Fab 5 a entrar na NBA. Juwan Howard foi para a NBA em 1994 juntamente com Jalen Rose, enquanto que Jimmy King entrou em 1995. Ray Jackson acabou por nunca ter integrado a NBA

Draft 1993 e a época de Rookie

C-Webb entra no draft como o melhor prospect desse ano e acaba por ser escolhido como primeira pick pelos Orlando Magic. No entanto foi trocado nessa mesma noite para os Golden State Warriors por Penny Hardaway.

No seu primeiro ano na NBA acaba com médias de 17.5 ppg e 9.1 rpg, sendo nomeado Rookie of the Year. Foi ainda essencial a ajudar os GSW a regressarem aos playoffs, onde perderam na primeira ronda 3-0 para os Phoenix Sun’s de Charles Barkley.

Devido a problemas com o treinador durante a sua primeira época, Webber decide sair dos Golden State e acaba por ser trocado para os Washington Bullets por Tom Gugliotta e 3 futuras first-round picks.

Washington Bullets/Wizards

Permanece na capital durante 3 anos, onde faz duas boas épocas. Na sua segunda época tem uma lesão (a primeira de muitas) e joga apenas 15 jogos. Contudo, na época seguinte, regressa da melhor maneira e acaba o ano com 20.1 ppg, 7.9 rpg, 5.0 assists e 1.8 steals por jogo e é nomeado All-Star pela primeira vez. Nesse mesmo ano leva os agora Wizards aos playoffs pela primeira vez em 9 anos, mas perdem 3-0 para os Bulls de Michael Jordan.

Sacramento Kings

A 14 de Maio de 1998 assina pelos Sacramento Kings. Nesse mesmo ano os Kings adquiriram Peja Stojakovic , Vald Divac e draftaram Jason Williams.
No seu primeiro ano pelos Kings fez uma época bastante boa onde acaba com 20.0 ppg e 13.0 rpg que lhe valeram o título de Rebounding Champion, acabando com a winning streak de Dennis Rodman (que durou 7 anos). Nesse ano os Kings regressam aos playoffs mas perdem 3-2 com o Utha Jazz.

As boas épocas em Sacramento continuaram, na época de 1999-2000. Defrontam os LA Lakers na primeira ronda dos playoffs, onde depois de perderem os primeiros dois jogos, ganham os dois jogos seguintes. No jogo 4, C-Webb tem uma exibição monstruosa: 23 pontos, 14 rebounds, 7 blocks, 8 assists e 4 steals. Contudo perdem no 5º jogo e a série para os Lakers, que se viriam a tornar campeões.

Batalha Pela Final e Mais Lesões

Por esta altura, os Kings já eram considerados um dos principais candidatos ao título da NBA. A época 2000-01 foi exemplo disso mesmo. Nesse ano, C-Webb acaba a época com 27.1 ppg e 11.1 rpg e fica em 4º na nomeação para MVP. Nos playoffs chegam à meia-final da conferência onde voltam a defrontar os LA Lakers e ,apesar dos 23 ppg e 11 rpg de C-Webb, os Kings são novamente eliminados pelos Lakers.

A melhor época em termos coletivos chega então em 2001-02. Acabam a época como campeões de divisão, com um recorde 61-12 que foi record de franchise e o melhor da liga nesse ano. Nos playoffs eliminam os Jazz em 3 jogos e os Marvericks em 5. Na final da conferência voltam a defrontar os Lakers. Acreditava-se que quem vencesse essa final iria-se tornar então campeão da NBA. Esta final foi bastante renhida e uma das mais controversas da NBA. Os Lakers ganharam os jogos 1, 4 e 6 e os Kings, 2,3 e 5. Contudo, o jogo 6 fica marcado por algumas más arbitragens, principalmente uma falta marcada contra Bibby que estava a sangrar de uma cotovelada de Kobe Bryant (veja a jogada e deixe a sua opinião).

Assim sendo os Kings perdem o jogo 7 e os Lakers tornam-se, mais tarde, campeões da NBA.

No ano seguinte C-Webb estava na lista de possíveis MVP’s. Nesse ano tem uma lesão que o afasta dos All-Star. Ainda assim C-Webb regressa aos Playoffs e no jogo 2 da semi-final da conferência, Webber tem uma lesão no joelho (que ameaça acabar com a carreira) e fica de fora o resto dos playoffs. Os Kings acabam por perder para os Mavericks em 7 jogos.

Na época seguinte, Webber regressa a 23 jogos do fim e ajuda os Kings a irem aos Playoffs. Voltam a defrontar os Mavericks mas desta vez levam a melhor em 5 jogos. Na semi-final da conferência Oeste, defrontam os Minnesota Timberwolves, liderados pelo MVP Kevin Garnett. Uma série incrivelmente disputada a 7 jogos, onde no ultimo jogo a 0.2 segundos do fim, Webber fez um pump-fake em Garnett; atirou da linha de 3 mas a bola rodou no aro e saiu fora. Assim sendo os Kings eram eliminados dos Playoffs.

Declínio da Carreira

Em 2005 é trocado para Filadélfia para ser uma segunda opção a Allen Iverson. Nessa época ainda faz 20 ppg e 10 rpg mas o seu jump-shot e agilidade já não eram a mesma devido à lesão no joelho. Nesse ano chegam aos Playoffs mas saem derrotados frente aos Detroit Pistons.

Depois disso as lesões foram-se agravando e recebe um buyout de Filadélfia. Joga ainda em Detroit e regressa aos Golden State onde finaliza a carreira.

Contas Finais

Apesar de tudo Webber tem um bom curriculo:

  • 5x NBA All-Star
  • 1x All-NBA First Team
  • 3x All-NBA Second Team
  • 1x All-NBA Third Team
  • Rookie of The Year
  • 1x Rebounding Champion
  • Nº4 Retirado dos Sacramento Kings

Posto isto, C-Webb ocupa o 5º lugar do nosso ranking. Foi dos jogadores que mais prazer deu ver jogar devido à sua velocidade e capacidade de correr com a bola (algo raro para um Big Man na altura). Provavelmente um dos jogadores mais azarados da NBA ficou sempre perto de ganhar tudo e acabou por nunca ganhar nada. Ainda assim é um jogador que merecia estar no Hall of Fame pois teve uma carreira muito superior a muitos que lá estão, apenas nunca conquistou um título.

Facto Curioso

Depois da polémica dos Time Outs, o pai de Webber passou a usar uma placa no carro a dizer Time Out de forma a “gozar” com o filho.

Em 2011 perdeu todas as suas honras do NCAA e da Universidade de Michigan por estar envolvido no escândalo Ed Martin que envolvia lavagem de dinheiro

Ainda assim Webber foi dos jogadores mais espectaculares de se ver jogar. Aqui ficam os seus melhores momentos.

Deixe uma resposta