Nova época à lupa- Divisão Sudoeste

Guia da temporada NBA 2020-21 – As equipas

  • Houston Rockets
  • Dallas Mavericks
  • San Antonio Spurs
  • NO Pelicans
  • Memphis Grizzlies

Os favoritos à conquista desta divisão são, sem sombra de dúvidas, os Rockets e os Mavericks. Logo atrás, seguem os Pelicans.

Southwest Division Win Totals Betting Odds - 2019-20 NBA Futures Bets

HOUSTON ROCKETS

Os Rockets são provavelmente a equipa mais inconsistente dos últimos anos. Com fases regulares de excelência, à exceção da época anterior, o franchise parece não ter ainda o ADN de campeão para chegar a umas finais da NBA. É necessário outro tipo de combustível para os foguetões?

Houston Rockets – Wikipédia, a enciclopédia livre

Principais Estatísticas 2019/2020

  • Rating ofensivo: 113,71
  • Rating defensivo: 110,82
  • Diferencial: 2,91

A estratégia

Depois de a meio da época transata os Rockets terem dado um tiro no pé nas suas aspirações ao assumirem um modelo de jogo de “small ball”, jogando sem um verdadeiro poste- quem fez a posição era PJ Tucker- e viu-se sempre com bastantes dificuldades a defender verdadeiros postes de origem, como foi o caso da série com os Lakers, já se percebeu, pela movimentação feita no mercado, que esse estilo se esgotou.

Com a saída de Westbrook e as chegadas de Wall, Cousins e Wood, os Rockets parece, até ver, que querem apostar num estilo diferente, até porque agora contam com um novo treinador no seu comando, Stephen Silas.

Se Harden se mantiver, a bola estará grande parte do tempo do ataque nas suas mãos, mas é preciso encontrar outras soluções, e saber envolver bem a equipa, sob pena de vermos novamente os Rockets a terem um jogo ofensivo bastante previsível, e a dar sempre a bola a quem tem o “dever de decidir”, Harden. Não será esse, como inclusive os responsáveis de Houston já interiorizaram, o caminho para um título.

Rockets squeak into New Year with 122-119 victory over Kings - The Dream  Shake

As vulnerabilidades:

A principal incógnita para o ano que vem, é mesmo saber se Harden permanece com os Rockets. Caso saia, certamente que Houston juntará uma fatia de jogadores interessante para construir à volta de Wall e Cousins, mas no caso da sua permanência, será importante perceber de que forma é que os novos reforços se vão entrosar na equipa e no domínio de Harden com a bola nas mãos.

A equipa:

A esperança

A maior esperança para os Rockets está mesmo em saber de que forma se vai apresentar John Wall, ele que não jogava desde 2018, uma partida oficial. Se regressar bem e a um bom nível, será uma época positiva para os de H-Town. Para além dele, Cousins também regressa de lesão, pelo que temos aqui duas pedras preciosas ainda por limar. Daí que, Silas terá um grande trabalho pela frente para gerir o esforço ao longo da fase regular destes seus dois novos elementos, de forma a evitar um novo calvário de lesões.

Houston Rockets vs Denver Nuggets: Injury Updates, Expected Lineups and  Game Prediction - EssentiallySports

Conclusão:

Ainda é cedo para fazer uma previsão ao que pode ser o futuro destes Rockets. Saber se vão continuar a ser presença assídua nos playoffs irá depender, necessariamente, do que a equipa fizer com James Harden, e diga-se, mesmo que o troque, existe talento no plantel e nas eventuais moedas de troca para aguentar uma chegada à postseason. No entanto, a esperança de um título irá sempre desvanecer com a saída do “barbas”. A ver vamos… Considerando que este continua em Houston, a nossa previsão é que os Rockets vençam de novo a sua divisão, em luta acesa com os Mavericks, de Luka Doncic, e que saiam numa segunda ronda dos Playoffs.

Previsão: 2º lugar na divisão

—————————————————————————————————————–

N.O PELICANS

Os New Orleans Pelicans são das equipas com menor média de idades, e enquadram a sua juventude como base essencial de um projeto para vencer a médio e longo prazo. A estrela com maior poder de ascensão, é sem dúvida nenhuma, Zion Williamson, pelo mediatismo criado à volta do seu potencial desde os seus tempos do high school.

Conseguirão os “Pelicanos” transportar o franchise para o caminho dos playoffs novamente, depois de perderem a sua estrela da companhia para os Lakers, em 2019?

New Orleans Pelicans Logo | The most famous brands and company logos in the  world

Principais Estatísticas 2019/2020

  • Rating ofensivo: 110,8
  • Rating defensivo: 111,9
  • Diferencial pts: -1.1

A estratégia:

New Orleans tem bastante bem definida a sua ambição: desenvolver os talentos que tem no o plantel para que possam disputar um título. Lonzo, Ingram, Zion, Hart, Hayes, entre outros, têm menos de 25 anos. É uma equipa que gosta de atacar rápido e deve aproveitar a frescura física dos seus jogadores para ferir os adversários.

A chegada de Steven Adams traz maior capacidade defensiva e torna os Pelicans um verdadeiro problema no jogo interior, com a equipa a poder explorar bastante o 1 contra 1 debaixo do cesto, onde Zion e Adams são bastante eficientes. A bola deve passar grande parte do ataque nas mãos de Lonzo ou Ingram, eles que prometem ser uns líderes no controlo dos ritmos e na transição defesa ataque.

Bledsoe, pela experiência e boa capacidade técnica, também parece encaixar bem ao lado de Lonzo, ou no seu lugar, tudo dependerá da forma de jogar, com dois bases puros ou com Bledsoe a assumir mais um papel de lançador.

Dentro da organização vem a de vencer,depois de um ano onde as coisas acabaram por não correr tão bem, mas a verdade é que esta equipa dos New Orleans Pelicans promete ser uma ameaça na intromissão pelos lugares mais baixos da luta pelo 7º e 8º posto do Este. Se se mantiverem saudáveis, podem construir aqui um modelo interessante com os jogadores com que contam para as próximas temporadas.

Toronto Raptors at New Orleans Pelicans odds, picks and prediction

As vulnerabilidades:

O tendão de aquiles desta equipa está, acima de tudo, na condição física de Zion. O jovem falhou grande parte da última fase regular com problemas físicos, foi operado a um lesão no menisco e notou-se algum desconforto durante o regresso e nas viagens de back to back.

A sua enorme composição física é uma valia forte no papel, mas a organização tem compreendido a situação peculiar do jovem jogador, que tem uma estrutura um pouco distinta de outros atletas. A boa cultura física e alimentar só trará efeitos positivos a um talento que, para emergir para outro patamar, necessita de poder dar o seu contributo de forma mais regular, e certamente dessa forma trará um maior impacto para o caminho vitorioso dos Pelicans, que todos desejam.

A equipa

A esperança

Mais do que pensar em atribuir o foco todo em Zion, a grande esperança de New Orleans reside no coletivo. É preciso, mais do que ter um conjunto de bons jogadores, ter a capacidade de os fazer melhorar coletivamente, e talvez algo de positivo neste aspeto a retirar da época passada seja a chegada de um treinador muito experiente, Stan Van Gundy, que pode surtir um efeito positivo na forma de jogar mais atrativa dos Pelicans.

Se todos estiverem bem cientes do seu papel e formarem uma verdadeira equipa, os Pelicans estão bem servidos para os próximos anos. Gerir as emoções do grupo e os papeis de destaque tem, neste momento, de ser um cuidado a ter pela equipa técnica, para não estragar o que tem sido um bom projeto de futuro depois da saída de Anthony Davis.

NBA 2020-21: Can Zion Williamson and Brandon Ingram push the New Orleans  Pelicans to a playoff spot?

Conclusão:

Os Pelicans parecem ter um cinco bastante bom, pelo menos olhando para a forma como alinharam na pré temporada (Lonzo, Bledsoe, Ingram, Zion e Adams), e têm no banco também boas soluções para a rotação. Numa conferência tão forte como o Oeste, é difícil saber se será suficiente. O objetivo passa por chegar, pelo menos , aos playoffs, mas tal não será “pera doce”, com a concorrência que existe. Prevemos uma equipa a vencer mais do que mais do que 40 jogos, de forma natural, com o talento que possuem.

Previsão: 1º lugar na divisão


MEMPHIS GRIZZLIES

A equipa sensação da temporada passada parte para esta época com o espírito de conseguir uma vaga nos oito primeiros, liderados por Ja Morant. Conseguirão os ursos alcançar o pico da montanha?

Nike leaks possible logo update for Grizzlies

Principais estatísticas

  • Rating ofensivo: 112,6
  • Rating defensivo: 113,7
  • Diferencial pts: -1,1

A estratégia:

Depois de um registo de 34-39 na temporada passada, os Grizzlies querem provar outra vez quem os subestima da fibra que são feitos. Os jogos finais na bolha acabaram por estragar a festa de Memphis, que se viram ultrpassados pelos Trail Blazers, nos derradeiros momentos da temporada.

O franchise assume claramente a aposta no talento jovem. Do cinco incial da equipa, a maior parte são jovens abaixo dos 25 anos, como Morant, Jackson, Brooks, com a exceção de Kyle Anderson e Valanciounas,o que comprova o que acima foi dito. Memphis tem no horizonte o desnvolvimento dos seus ativos e não precisa de atrair estrelas para ser uma equipa comeptitiva.

Justice Winslow e Gorgious Dieng acabam por ser, a nossa ver, a principal preocupação para os responsáveis da equipa do Tennessee, eles que auferem, respetivamente, 12M e 14M por temporada, sem que tenham feito nada para o merecer. E são valores nestas quantias poruqe ambos chegaram a Memphis por via de trocas, e por isso os seus contratos tiveram de ser assegurados.

Three Grizzlies Named to Rising Stars Challenge - Grizzly Bear Blues

A equipa

A esperança

Ja Morant sem sombra de dúvida…

O miúdo chegou, viu e venceu, numa primeira época de grande nível para Morant. O jovem esteve em plano de destaque nos Grizzlies e promete ser a cara da equipa durante longos anos. Dotado de uma boa capacidade técnica, de lançamento e uma forte visão de jogo, Ja Morant é um dos nomes a ter debaixo de olho para se mostrar num All Star Game em poucos anos… e os Grizzlies agradecem por terem nas suas fileiras um jogador com a valia de “Ja”

Os seus números da primeira “season” são 18 PPG e 7 APG, em pouco mais de 30 minutos de ação por jogo, em média.

Grizzlies in danger of stumbling out of NBA playoff picture

Conclusão:

Os Grizzlies estão pouco diferentes da versão que vimos na época anterior. Conseguiram arrecadar Bayne no Draft, um bom talento para as posições de “wing”, e mantiveram o talento jovem na equipa. Numa primeira fase , a ausencia de Jarren Jackson Jr. pode pesar um pouco nos primeiros jogos, ainda assim, não vemos razões para duvidar que, caso Morant aumente a sua produção ainda mais e consiga envolver os colegas, os Grizzlies consigam uma vaga no Playoff. Mas tal será muito complicado, num Oeste cada vez mais duro, com os Pelicans, Suns e Blazers a partirem à frente destes Grizzlies no começo da temporada, na luta por esses últimos postos de acesso ao playoff.

Previsão: 4º lugar na divisão

————–

SAN ANTONIO SPURS

Depois de um ano nunca antes visto na era Pop, com os Spurs a falharem a fase de playoffs pela primeira vez desde que o emblemático “coach” pegou na equipa, será um ano de revolta para San Antonio?

Principais estatísticas:

  • Rating ofensivo: 114,1
  • Rating defensivo: 115,2
  • Diferencial pts: -1,1

A estratégia

Não se percebe ao certo qual é o plano de San Antonio a longo prazo. O franchise nao detém neste momento talento jovem considerável na equipa, pese embora tenha alguns jogadores com potencial, e tem em Aldridge e DeRozan a fatia maior do bolo orçamental da equipa. Tratam-se de jogadores que já estão abaixo do seu auge na carreira e que já mostraram não funcionar tão bem assim ao ponto de poder colocar os Spurs novamente na luta por títulos.

Trocar pelos dois seria uma preocupação, a meu ver, mas ninguém parece querer pegar em contratos tão valiosos e com tão pouco retorno desportivo. A equipa rema para um caminho que pode ser de tanking a partir do final da próxima época, abdicando deste duo mesmo que o negócio não seja o desejado.

Para esta época, o objetivo passará por tentar ficar acima dos 50% de vitórias, o que parece ser muito complicado num Oeste tão forte. Mas quem tem Pop tem tudo, e por isso veremos até onde os texanos conseguem chegar esta temporada.

O que esperar do San Antonio Spurs para a temporada 2019-20 da NBA.

A equipa

A esperança

Derrick White e Dejounte Murray são os jovens mais talentosos do plantel, e com uma maior capacidade de progressão nos próximos anos, eles que tem 26 e 24 anos respetivamente, e que são a cara do futuro da organização, ainda que para já não assumam um papel de destaque no cinco da equipa.

Preparar a saída dos veteranos no final da época e ao mesmo tempo desenvolver e aprimorar as capacidades dos jovens da equipa deve ser uma preocupação para Pop, de forma a fazer uma transição de “Eras” mais fluída e sem tantas pedras no caminho.

Why Aren't Dejounte Murray and Derrick White Playing Together?

Conclusão:

Os Spurs parecem ter estancado um pouco nos últimos anos, deixando de ser o alvo a abater no Oeste. Agora, são uma equipa mais mansa e sem tanta coesão coletiva, o que os torna um adversário mais vulnerável, diante de equipas tão talentosas como as que existem hoje no Oeste.

Numa divisão difícil como a do Sudoeste, parece que pelo menos os Mavs, Rockets e Pelicans partem com os dois pés à frente dos Spurs na antevisão do desfecho da nova temporada. Preve-se que possam ficar perto dos Memphis Grizzlies, dois lugares abaixo do oitavo posto, em 10º no Oeste.

Previsão: 5º na divisão Sudoeste

DALLAS MAVERICKS

Os Mavs têm em Luka Doncic o centro do futuro do franchise, e colocam nas suas costas a responsabilidade de levar Dallas à elite da NBA novamente. Teremos uma chegada mais longe este ano nos playoffs?

Home - The Official Home of the Dallas Mavericks

Principais estatísticas 2020:

  • Rating ofensivo: 117,0
  • Rating defensivo: 112,1
  • Diferencial pts: 4,9

A estratégia

Luka Doncic e Kristaps Prozingis são a cara da equipa de Mark Cuban. A equipa está construída em volta do talento dos dois jogadores, que contam com a preciosa ajuda de outros jogadores também eles de muita qualidade.

Dallas mantém Rick Carslie ao comando, ele que é a par de Popovich um dos treinadores que há mais tempo está à frente da equipa. A forma de jogar permanece, por isso, semelhante ao que vimos na época passada, com os Mavs a privilegiarem um estilo rápido, e de circulação de bola no ataque, onde Doncic assume o papel de comando dos destinos ofensivos da equipa, criando soluções no um contra um e procurando envolver os atiradores da equipa.

Para já, a equipa parece ser suficiente para uma fase de playoff, mas fica a ideia de que falta uma terceira estrela para os Mavericks conseguirem algo mais do que uma presença nessa fase, com a forte concorrència que vigora no Oeste neste momento, com equipas de muita qualidade.

Desenvolver Doncic para que este retire o máximo do potencial que tem é e certamente continuará a ser o rumo da organização. Um espírito vitorioso levará, certamente, a um rumo vitorioso, e é isso que os Mavs procuram fazer em 2021. Cimentar a sua posição como “underdogs”, continuar a surpeender, para que assim possam criar bases para conseguir um verdadeiro impacto no Oeste.

A equipa

A esperança

A maior esperança dos Mavs é, claramente, o base esloveno, Luka Doncic. Já acima foi explicado o seu impacto. Doncic tem vindo a bater recordes na sua idade, seja pelos triplos duplos alcançados, pontos marcados, tudo isto com um jogador ainda “mal passado”, pese embora já seja uma verdadeira estrela.

O jogador parece ainda estar longe do seu auge, pelos seus 22 anos, e por isso é uma esperança para os Mavs desenvolverem ainda mais o seu potencial para que se possa afirmar como um MVP um dia, capaz de “sozinho”, levar os Mavs a uma grande final novamente. Não será fácil, mas quem faz os números de Doncic não é um jogador qualquer, mas sim um talento predestinado para o sucesso e para arrastar consigo a esperança da cidade em ver mais um “banner” de campeão no teto do seu pavilhão.

Luka Doncic Just Revealed Why He Doesn't Want to Win the NBA's Most  Improved Player Award

Conclusão:

Dallas inicia a época sem o seu segundo melhor jogador, Porzingis, que voltou a ter uma lesão no joelho. O calvário de lesões parece não ter um fim, e o azar continua a bater à porta do poste, que ficará afastado durante a primeira metade da época.

Sem ele, logicamente que os Mavs não revelam a mesma capacidade ofensiva e defensiva, e isto irá pesar no registo da equipa a longo prazo na época.

Uma luta pelos últimos lugares do Oeste promete ser o destino dos Mavs esta temporada. Na época transata, apesar do 7º posto, este foi garantido de forma confortável, pela distância que havia já pelas outras equipas que fechavam o lote na luta pelo oitavo- Grizzlies, Blazers, Spurs, Suns, etc.

Esta época, prevemos que o cenário possa mudar em termos de dificuldade em fechar um lugar nos playoffs, pois os Suns, Pelicans, Kings e Wolves parecem estar mais sólidos, pelo que será, à partida, uma luta até ao fim por estas últimas duas vagas.

Previsão: 3º lugar na divisão

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta