Monty Williams, um recorde para treinar os Pistons

Depois de ter estado com os Phoenix Suns, Monty Williams lança-se num novo desafio, assumir a jovem equipa dos Detroit Pistons. Demitido após a eliminação da equipa do Arizona, o cobiçado técnico decidiu continuar a sua carreira em Michigan. Ele aproveitará a oportunidade para assinar um grande contrato. 78 milhões em 6 anos. Inédito para um treinador da NBA.

Os líderes fizeram de tudo para convencer Williams a juntar-se ao projeto. Este último tentará melhorar jovens promissores e talentosos como Cade Cunningham (primeira escolha do draft de 2021), Jaden Ivey (quinta escolha em 2022), Jalen Duren (décima terceira escolha em 2022), Killian Hayes (sétima escolha em 2020) ou mesmo James Wiseman (segunda escolha em 2020). Este grupo claramente tem potencial, mas precisam de um capitão no comando.

Dwane Casey treinava a equipa desde 2018, sem muito sucesso. Os Pistons não fizeram muito progresso, apesar do acumular de jovens talentos, e passaram quatro temporadas seguidas com 20 ou menos vitórias. Chegaram a cair para 17 vitórias em 2023. Apesar disto, a organização não teve sorte na loteria e acabou com a quinta escolha.

Monty Williams enfrenta um desafio interessante e pode ser o homem ideal para lançar as bases de uma formação que um dia poderá ter impacto. Na pior das hipóteses, se não der certo, o técnico terá 78 milhões de motivos para manter o ânimo.

Deixe um comentário