Durant assume que querela com Draymond foi “definitivamente” uma razão para abandonar os Warriors

De acordo com a Sports Illustrated, Kevin Durant disse esta quinta-feira que a sua famosa discussão com Draymond Green, no jogo contra os Los Angeles Clippers de novembro passado, foi “definitivamente” um factor para deixar os Golden State Warriors rumo aos Brooklyn Nets, na free agency do último verão.

Após um turnover de Green que impediu os Warriors de levar a partida para prolongamento, os dois jogadores discutiram no banco de suplentes. Segundo os reports, Green chamou “bitch” a Durant e disse para o número 35 deixar os Warriors porque a equipa já tinha conseguido ganhar sem ele. Na sequência desse incidente, Green foi suspenso internamente por uma partida.

Em declarações ao programa “First Take” da ESPN , Durant admitiu que essa querela levou a um escrutínio muito mais apertada a si e à equipa dos Warriors, facto que ditou a sua saída:

That just brought in a firestorm where every day it was about my free agency, every day was about my disposition as a player, what I look like on the bench, what I look like in the game. It opened up a lot of nonsense that could have been avoided. And me and Draymond talked about it.

Questionado diretamente por Stephen A. Smith se esse incidente foi um fator na sua decisão, Durant foi perentório:

A little bit, yeah. For sure. I mean, your teammate talks to you that way, you think about it a little bit. Like I said, we talked about it. But definitely, for sure. I’m not going to lie about it.

Deixe uma resposta