Doncic e Spanoulis, uma questão de 7

Muitos jogadores têm uma história por detrás da escolha do número que usam. No caso do “Wonderboy” Luka Doncic, todos nos habituámos a vê-lo com o 77 em Dallas.

Mas a sua carreira sénior começou com o 7 no Real Madrid. O motivo da escolha do número está relacionado com o seu ídolo durante a juventude, o grego Vassilis Spanoulis, que joga com o 7. Curiosamente, na semana passada Spanoulis atingiu o record de pontos marcados na história Euroliga, superando o espanhol Juan Carlos Navarro. Foi no duelo entre Olympiacos e Fenerbahce, que o base de 37 anos ultrapassou a marca de pontos, para além do record de assistências na Euroliga. No currículo conta com três títulos da Euroliga, 7 campeonatos gregos, muitos prémios de MVP nos clubes e selecção grega, com um título no Eurobasket 2005, sendo um dos melhores jogadores europeus da década.

Esta é a ficha de jogo que fica para a história, com o record de Spanoulis

Doncic, quando chegou à selecção eslovena para participar no Eurobasket, preferiu que Klemen Prepelic mantivesse o 7, por respeito a um jogador mais velho escolheu o 77. Curiosamente Prepelic foi o melhor marcador da final do Europeu, com vários triplos à Stephen Curry.

Veja os momentos de Prepelic na final do Euro

Em Dallas, o 7 era de Dwight Powell, assim voltou ao 77. Este 77 poderá ter um final feliz como o de Dirk Nowitzki (usava o 14 no clube e selecção), dado que quando chegou a Dallas, Robert Pack tinha o 14, mudou para o 41. Agora o 41 é um número associado à história de Nowitzki.

Dado o percurso de Doncic, veremos quantos jogadores irão usar o 77 devido a Doncic. Sabemos o número que jogadores que usam o 23 devido a Michael Jordan. Os principais 77 que passaram na NBA não foram muito relevantes, como Ersan Ilyasova, Gheorghe Muresan, Andrea Bargnani  e Vladimir Radmanovic, veremos se o 77 ficará associado a este jogador ou se tentará o regresso ao 7.

One thought on “Doncic e Spanoulis, uma questão de 7

Deixe uma resposta