De quem é a culpa

Os Boston Celtics ainda não estão eliminados, mas estão numa situação muito complicada. Entre os grandes favoritos ao título nesta temporada, ainda mais após a eliminação dos Milwaukee Bucks na primeira ronda, os últimos finalistas da NBA estão 3 a 0 contra os Miami Heat na última ronda da conferência Este. Já derrotados duas vezes em casa, mais do que uma surpresa, um choque, não tiveram a menor reação de orgulho durante o jogo 3, com grande parte em vantagem dos Heat (128-102).

Eu não os preparei para jogar“, admite Joe Mazzulla, parecendo desanimado diante dos jornalistas. 

Eu deveria tê-los colocado numa disposição melhor, seja a fazer um ajuste ou trocar o cinco inicial. É culpa minha. Não os fiz executar o plano de jogo certo, não os coloquei no estado de espírito certo. É o meu trabalho garantir que eles estejam conectados. E eu não, eu não os preparei.”

O treinador tem sido particularmente criticado desde o início dos playoffs. Os Celtics mostraram muitas caras e a sua irregularidade enganou-os, seja contra os Atlanta Hawks em 6 jogos, ou contra os Philadelphia Sixers, derrotados após um jogo 7. Joe Mazzulla tenta reformular a sua equipa.

Mas seria injusto fazer dele o bode expiatório. É honrado para ele dar um passo à frente para proteger os seus jogadores. Exceto que os últimos não estão livres de todas as culpas. Os Celtics carecem de liderança, caráter, rigor e consistência. Um pouco como Jayson Tatum, um jogador extremamente talentoso, mas talvez mais interessado na ideia de brilhar do que de vencer. Boston não deu resposta, nem no ataque nem na defesa, neste jogo 3. E certamente a culpa não é só do treinador.

Deixe um comentário