Como salvar a temporada dos Lakers

Há insatisfação na equipa dos Los Angeles Lakers. Supostamente a disputar o título, a equipa ocupa um oitavo lugar no Oeste com um registo negativo, 21 vitórias, 22 derrotas. Depois das palavras de LeBron, as mudanças na equipa parecem inevitáveis.

Os fãs sonhariam em ver Russell Westbrook a sair quase tão rápido como chegou. Mas uma transferência parece improvável com o seu desempenho atual e contrato. 

Existem outras alternativas para fortalecer a equipa mal construída durante o último verão. Frank Vogel e os assistentes adotaram uma filosofia de “small ball” que parecia mostrar progresso em campo. Mas são necessários os jogadores certos para aplicá-lo. Assim pensamos em alguns alvos para a equipa.

A equipa não tem muitos ativos. Aqui estão cinco maneiras de “salvar” a temporada. A ideia seria de que os Lakers conseguissem trazer pelo menos dois deste lote de jogadores.

Jerami Grant (Detroit Pistons)

É um dos jogadores mais talentosos que provavelmente chegará ao mercado até fevereiro. O seu perfil combinaria perfeitamente. Jerami Grant tornou-se num All-Star, mas também sabe como jogar sem ser o principal jogador da equipa.

Grant seria o elo ideal entre James e Davis. Mas há concorrência pelo jogador. A oferta dos Lakers deve concentrar-se em Talen Horton-Tucker e uma futura escolha de primeira ronda do draft (assim como um ou dois outros jogadores). Uma escolha de 2025, 2026 ou 2027 dado que a organização já se separou das demais. Tudo depende do valor dado ao THT pelo front office de Detroit.

Eric Gordon (Houston Rockets)

É muitas vezes falado, Eric Gordon é o veterano a contratar. Um jogador de sucesso que não tem nada a ver com os Rockets. Seria muito mais interessante para ele juntar-se a um candidato ao título.

Porque Gordon, 33 anos, está nos seus últimos anos no nível mais alto. Os Rockets não têm interesse particular em vendê-lo, terão uma escolha bem colocada no draft, mesmo que o mantenham.

Para chegar aos salários, os Lakers não terão escolha a não ser incluir Horton-Tucker mais uma vez. Na companhia de Kendrick Nunn e um Kent Bazemore por exemplo. E, obviamente, uma futura pick. A oferta pode parecer mais atraente para Houston do que para Detroit.

Larry Nance Jr (Portland Trail Blazers)

Um regresso! Larry Nance Jr já era um jogador interessante nos Lakers no início da sua carreira. Poderia ter um papel semelhante ao imaginado para Jerami Grant, obviamente menos forte ofensivamente.

Mas Nance é um bom defesa que brilha com a sua versatilidade. Um complemento ideal para Anthony Davis. O único problema, seria o lançamento de três pontos. Mas jogar com James pode permitir que consiga lançamentos nos cantos.

A vantagem é que não é muito caro. Uma pick de segunda ronda e Kendrick Nunn podem ser suficientes para satisfazer Portland, que não tem dado muito tempo ao jogador.

Bogdan Bogdanovic (Atlanta Hawks)

Muito mais complicado. Talvez até impossível agora que os Hawks já sacrificaram Cameron Reddish. Na verdade, o GM de Atlanta teria de voltar atrás com Talen Horton-Tucker a ponto de querer recuperá-lo. Talvez seja possível através de um acordo de três equipas para equiparar salários.

Gary Harris ou Terrence Ross (Orlando Magic)

Apenas THT deve ser suficiente para convencer os Magic, mas pode ser um pouco caro para o contrato a expirar de Gary Harris. Terrence Ross é um alvo melhor, mas talvez seja melhor manter Horton-Tucker num pacote para um jogador melhor. Seria necessário também adicionar salários baixos, entre Trevor Ariza, Kent Bazemore, Wayne Ellington, Dwight Howard e DeAndre Jordan, com alguma pick.

Deixe uma resposta