Celtics negoceiam alma da equipa?

David Aldridge, do “Athletic”, avançou hoje que a condição de Marcus Smart nos Boston Celtics já não é de indiscutível nas opções da equipa.

Depois da renovação de Tatum, os Boston têm agora uma folha salarial mais carregada, com os dois “Jays”, Tatum e Brown, a representarem uma fatia enorme do “bolo” dos salários de Boston, a par de Kemba. Logo a seguir a a eles vem Smart, que vai entrar no seu último ano a receber a quantia de 14M dólares americanos anuais.

Como o base entra em final de contrato esta temporada, parece que os Celtics olham para uma possível “move” que possa envolver Marcus Smart, uma das primeiras seleções do Draft de 2016, pelos “verdes” de Massaschussets.

Isto porque a renovação pode ser “cara” para os Celtics, se pensarmos nos valores que certamente serão inflacionados no seu próximo contrato.

Aproveita o nosso bónus de 10€ grátis só pelo registo na ESCONLINE! Clica no Banner, faz o teu registo, e ganha 10€ imediatos para apostares ou para jogar no casino!

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é renderimage.aspx

Smart, que se revelou uma das principais peças do ano de 2020 para Brad Stevens, pode ter guia de marcha para que os Celtics consigam aterrar mais uma estrela nas suas fileiras. O futuro de Boston tem sido bastante comentado na imprensa norte americana, e Ainge vai dando pequenos sinais de que algo pode estar para mudar no reino dos Celtics.

Leia-se uma passagem da notícia que tem feito eco ao longo do dia de hoje:

“The Celtics are still centered by Jayson Tatum and Jaylen Brown, now both signed to long-term extensions, with Marcus Smart (who’s not ungettable, per league sources) and Kemba Walker back in strong support roles. And making Hayward’s deal a sign and trade with Charlotte gives Boston a huge cudgel with which to take a swing at another star: a $28.5 million traded player exception that the Cs have a year to use in a trade.”

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta