Anthony Towns, “O antigo Karl não vai voltar”

Após várias situações trágicas nos últimos meses, incluindo a morte da mãe, Karl-Anthony Towns reagiu com muita emoção à vitória dos Minnesota Timberwolves no primeiro jogo. O velho KAT morreu com a morte da mãe, segundo o jovem de 25 anos.

“Isto significa muito para mim”, disse Towns depois dos Wolves derrotaram os Detroit Pistons por 111-101. O poste foi o segundo melhor marcador da equipa com 22 pontos, mais 11 ressaltos e 7 assistências. Conseguiu 7 pontos no quarto período, que Minnesota ganhou por 31-16. Assim, a equipa da casa virou o jogo.

Towns, que perdeu a mãe a 13 de abril devido a complicações após uma infeção por COVID-19, e outros membros da família no verão, recebeu a bola do jogo. 

“Estou muito feliz por ter ganhado para ela”, disse Towns. “Eu disse a ela que conseguiria esta vitória e esta bola para ela. Estou muito feliz por ter conseguido.” O jogo foi muito difícil para ele, disse o jovem de 25 anos, e desde a morte da mãe ele é uma pessoa completamente nova.

“Eu nem me reconheço na maioria dos jogos dos últimos anos e como me senti desde então. Honestamente, não me importo”, disse Towns.”Só me lembro do que aconteceu desde 13 de abril”, disse. “Podem ver-me a sorrir e tal, mas o Karl morreu no dia 13 de abril. Ele nunca mais vai voltar. Não me lembro dessa pessoa. Falam com o meu corpo, a minha alma foi morta há muito tempo.”

O jovem de 25 anos cresceu numa relação muito próxima com a família e principalmente com a mãe, Jacqueline Cruz-Towns. Após a morte aos 59 anos, Towns descreveu 2020 como o ano mais difícil da sua vida. No entanto, ele anunciou que continuaria a dar tudo pelos Wolves, “Vou sorrir por eles, embora não sorria por dentro. Devo isso a eles como líder e como um companheiro de equipa.”

Deixe uma resposta