Análise à 1a ronda dos play-off na conferência Este

Os play-off estão aí e na conferência Este vai haver duelos muito interessantes.

Neste artigo vamos analisar cada um dos 4 jogos da 1a ronda.

Para começar temos os Milwaukee Bucks Vs Detroit Pistons, 1° e 8° da fase regular. Os Bucks são claros favoritos depois de terem sido a melhor equipa da fase regular, com 60 vitórias e 22 derrotas. Contam com um 5 inicial de luxo, grande profundidade no plantel, experiência aliada a irreverência, um excelente treinador em Mike Budenholzer, e um nível de confiança muito elevado, já para não falar de um Giannis Antetokounmpo que esteve simplesmente imparável na fase regular. Os Pistons contam com um Blake Griffin ao nível dos seus melhores anos, para além de Andre Drummond, tendo também 0 de pressão, que está toda do lado dos Bucks. Este será em teoria o duelo mais desnivelado da 1a ronda, o que nem sempre se confirma na prática. Na fase regular, os Bucks venceram os 4 jogos contra os Pistons.

Depois temos o duelo entre os 2°s e os 7°s da conferência, os Toronto Raptors Vs Orlando Magic. Os Toronto Raptors têm um plantel muito equilibrado, com muitas soluções, e Nick Nurse tem sabido tirar proveito dos seus jogadores e formar um colectivo muito forte e organizado, com Kawhi Leonard a assumir o papel de estrela, bem apoiado por um cada vez melhor Pascal Siakam, com Kyle Lowry um dos melhores a passar a bola na liga, apesar da irregularidade, e com Ibaka ou Marc Gasol a garantirem qualidade debaixo da tabela, tudo isto faz dos Toronto Raptors um dos favoritos ao título de conferência, se as coisas correrem bem. Pela frente têm uns Orlando Magic que vivem muito da inspiração de Nikola Vucevic, um dos melhores postes da liga, com grande inteligência, excelentes movimentos de costas e debaixo do cesto, e excelente percentagem de lançamentos de campo. Os Toronto Raptors têm nos Magic um bom adversário, especialmente na Flórida. Na fase regular ambas as equipas venceram 2 jogos, o que dará alguma esperança aos Orlando Magic.

A seguir, temos o duelo entre os 3°s e 6°s da conferência, os Philadephia 76ers Vs Brooklyn Nets, que promete. Os Sixers têm um dos melhores 5 iniciais de toda a liga, contudo, não conseguem funcionar sempre como colectivo, havendo suspeitas de algum mal-estar entre algumas estrelas, tendo o treinador Brett Brown falhado em conseguir colocar Embiid, Butler, Simmons, Redick e Harris a brilharem em simultâneo. Contudo, são das equipas mais temíveis da liga, e têm em Embiid um jogador de grande carisma e vontade de vencer, isto aliado à qualidade de passe de Simmons e à eficácia de Harris, Redick e Butler pode ser uma dor de cabeça para qualquer adversário, apesar da falta de profundidade no plantel. Os Brooklyn Nets foram das equipas que mais causaram surpresa, tendo um basquete muito colectivo, muito bem trabalhado, e com grande sintonia de equipa, e apenas uma estrela, se é que já se lhe pode chamar isso, D’Angelo Russell, que terminou a época em grande forma. Estas equipas protagonizaram grandes duelos na fase regular, com saldo de 2 vitórias para cada uma, apesar da vitória mais expressiva ter sido dos Brooklyn Nets, por 122-97, 25 pontos de vantagem.

Por fim, vamos ao duelo mais aguardado. Boston Celtics Vs Indiana Pacers será o duelo mais aguardado da 1a ronda dos play-off da conferência Este. Ambas as equipas têm um jogo muito colectivo, com ambos os treinadores a terem grande rigor defensivo, podemos dizer que quer Brad Stevens, treinador dos Celtics, quer Nate McMillan, treinador dos Pacers, são da escola de Gregg Popovich, e as individualidades trabalham para o bem da equipa. Os Celtics são favoritos por tudo o que são para a NBA, por terem chegado às finais de conferência nos últimos 2 anos, e por agora terem um plantel mais experiente, e sem jogadores de vulto lesionados, ao contrário do ano passado. Há grande expectativa por saber como irá jogar Kyrie Irving nos play-off pelos Celtics, para além de Hayward, e de um Tatum mais experiente. Do lado dos Pacers, Oladipo, a estrela já não está, mas está uma equipa muito colectiva e resiliente, com um dos melhores atiradores da liga em Bogdanovic, um dos melhores desarmadores da liga, senão o melhor, em Myles Turner, e também o desvalorizado Domantas Sabonis, um dos melhores suplentes da NBA. Na fase regular os Celtics venceram 3 dos 4 confrontos com os Pacers, apesar de uma dessas vitórias ter sido muito difícil por 114-112, já com os Pacers sem Oladipo. Posto isto, a pressão está do lado dos Boston Celtics, mas de certeza que esta eliminatória será bastante equilibrada.

Márcio Dias

Natural e residente do Porto Licenciado em Línguas, literaturas e culturas na FLUP Fã de múscia, cinema e literatura, apaixonado por desporto e em particular por basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *