Dennis Schröder falou da chegada a LA

“É uma grande honra jogar naquela que é atualmente o melhor clube do mundo e para um jogador de basquetebol é simplesmente o maior patamar que podemos alcançar”, disse Schröder em entrevista ao Bild . Algumas semanas atrás, os Thunder e os Lakers concordaram numa troca do jogador de 27 anos. Danny Green e a 28ª escolha do draft foram para OKC.

“Eu disse sempre nos últimos anos que seria bom se eu pudesse jogar numa cidade com palmeiras”, disse o base. “Havia muitas equipas com palmeiras na cidade. Não esperava que fosse Los Angeles.”

Os Lakers e Clippers já haviam tentado Schröder no passado, mas o internacional alemão recusou a troca. “Sentia-me confortável em Oklahoma”, disse Schröder, explicando esta decisão. “Se eu soubesse na altura que seria Los Angeles a vencer, teria concordado antes. Mas, como jogador, nunca se sabe o que esperar. Os Lakers, por outro lado, fizeram uma oferta muito boa, as negociações foram boas para mim também. Agora estou feliz por poder ir para LA. “

Schröder jogou com a camisola dos Thunder durante dois anos, quando chegou em 2018 fez um acordo com o GM Sam Presti, que lhe garantiu, em caso de troca, Schröder poderia escolher a futura equipa: “Felizmente, em Sam Presti temos um dos melhores GM do mundo. Ele é franco, honesto e não falha com a palavra. “

Na última temporada, Schröder teve uma média de 18,9 pontos e 4 assistências numa equipa surpreendentemente forte e esteve na corrida pelo melhor sexto jogador. Em LA, provavelmente aparecerá como titular ao lado de LeBron James, que queria jogar com Schröder há muito tempo .

Já houve um contato com o King: “Ele entrou em contato imediatamente após a troca e deixou-me positivo para a nova temporada. LeBron disse que o meu estilo de jogo é perfeito para os Lakers. “

Schröder atribui a sua forte temporada anterior com os Thunder a um motivo. “O meu jogo abrandou. E isso tem a ver com a forma de comer”, disse Schröder. “No verão passado, trouxe o meu próprio cozinheiro de Hamburgo para os EUA, que preparava as refeições frescas para mim em horários fixos. Tratava-se de colocar a rotina na minha vida cotidiana. Aprendi isso com Russell Westbrook.”

Schröder elogiou a ex-estrela dos Thunder como um dos melhores colegas que se pode ter, mas é um grande desafio”. E Schröder continua: “Depois da minha mudança de Atlanta, estava acostumando a nem sempre ter a posse de bola. Com LeBron, vi que ele precisa de alguém para trazer a bola para a frente. Ele não pode tomar sempre todas as decisões sozinho. Acredito que, portanto, encaixo-me perfeitamente no jogo dos Lakers e posso dispensá-los de muito trabalho. “

Com os Lakers, Schröder lutará pelo título na próxima temporada ao lado de LeBron e Anthony Davis. No momento, ainda está em aberto se ele pode participar na qualificação olímpica da seleção alemã: “Seria uma honra jogar pela Alemanha nas Olimpíadas. Adam Silver também queria que nós, jogadores, possamos jogar nas Olimpíadas. Mas não está nas nossa mãos.”

Deixe uma resposta