A polémica arbitragem do jogo Lakers-Warriors

É sempre fácil criar teorias conspiração na NBA ou qualquer modalidade. Especialmente quando se trata das principais equipas, com muitos títulos e fãs e, desta forma, também são mais protegidas da liga. Muitos fãs mostraram o seu desagrado depois do jogo de ontem.

No final, os Golden State Warriors podem ter motivos para acreditar que claramente não receberam vantagens dos árbitros, no mínimo. Neste jogo, Stephen Curry e os companheiros não conseguiram manter a vantagem no terceiro tempo, quando estavam com 13 pontos de vantagem ao intervalo.

Steve Kerr destacou no final do jogo que as bolas perdidas, várias vezes, permitiram pontos fáceis. No entanto, várias decisões controversas por parte dos árbitros certamente não tornaram as coisas mais fáceis para os Warriors.

Tudo começou com uma falta ofensiva apitada contra Juan Toscano-Anderson a pouco mais de 9 minutos do final do jogo. No entanto, parece claro que foi LeBron James quem se moveu na direção do atacante. Steve Kerr viu. E pediu que os árbitros analisassem a ação. Voltaram com a decisão.

Mas o treinador dos Golden State simplesmente desperdiçou um desafio para uma decisão que deveria ter sido bastante lógica desde o início. Um desafio do qual ele não pode mais aproveitar quando Andrew Wiggins sofreu uma possível falta de Wesley Matthews.

Também a ação Jordan Poole ao tentar afundar sobre LeBron, mostra que houve contato. O jovem jogador dos Warriors perdeu o equilíbrio após o contato e falhou o cesto. Nenhuma falta marcada, no entanto, merecia dois lances livres.

Os Warriors também se queixaram de faltas atacantes marcadas a Draymond Green e Kevon Looney.

Mas a decisão mais estranha vem de uma reposição de bola por LeBron James. James empurrou a bola com uma mão, sem controlá-la, em direção ao companheiro de equipa. Logo no momento em que herdou a bola, um dos árbitros começou a contar os cinco segundos – sinal de que estava a jogar. Mas quando a bola vai na direção de Andrew Wiggins, os árbitros pararam a jogada para devolver a bola aos Lakers.

Deixe uma resposta