Trinta por uma Linha – San Antonio Spurs

Vamos começar uma rubrica de análise às 30 equipas da NBA e as suas prestações nesta época de 2022/23. Vamos passar por todos os franchises, do último classificado ao campeão, ainda por definir. Hoje viajamos até ao Texas para falar dos San Antonio Spurs.

Expectativas / Realidade

A equipa entrava para a temporada sem muitas expetativas, apenas o desenvolvimento e evolução dos jovens jogadores, assim como conseguir trocar alguns dos seus principais ativos por escolhas de draft. Posto isto, foi precisamente o que os Spurs fizeram em 22/23, terminando no último lugar da conferência Oeste com um record de 22-60. Parte boa? Entram para o sorteio da próxima terça feira como favoritos.

Destaques individuais

Com um dos plantéis mais jovens da liga, foram vários os destaques da equipa ao longo da temporada. Jeremy Sochan, 9ª escolha do draft de 2022, foi um dos principais jogadores da equipa, revelando-se como um jogador dominante e com um estilo bastante característico, que poderá dar que falar. O polaco de 19 anos foi o primeiro jogador dos Spurs a integrar uma “All NBA Rookie Team” desde Kawhi Leonard em 2011/12.

O outro destaque vai para Keldon Johnson, que elevou o seu jogo a outro nível. O jogador teve média de 22 pontos por jogo, confirmando que tem capacidade para ser um “All Star” dentro de alguns anos. Também Devin Vassell, que falhou alguns jogos por lesão, demonstrou ser um dos nomes a observar na equipa de Popovich, tornando-se num “two way player” consistente. Malaki Branham e Tre Jones são outros nomes a ter em conta, na equipa que perdeu uma das suas maiores promessas no início da temporada (Josh Primo).

Futuro

O futuro dos Spurs, no momento, depende muito do resultado do sorteio da próxima semana. Victor Wembanyama seria o jogador perfeito para a turma texana, que busca um novo “patrão” do jogo interior desde a retirada de Tim Duncan. A última vez que os Spurs venceram a lotaria foi precisamente para selecionar aquele que viria a ser o melhor jogador da sua história, e quem sabe se não veremos esse filme novamente.

Existe também a “questão Popovich”, que aos 74 anos continua a não querer falar do tema. O técnico com mais vitórias na história da liga é sem sombra de dúvidas a pessoa perfeita para trabalhar um plantel jovem e inexperiente, mas nada é para sempre e ao fim de 25 anos e 5 títulos o momento da retirada está cada vez mais perto. Por agora, tudo indica que continue por mais uma época.

Com ou sem Wembanyama, os Spurs têm um plantel promissor e em construção, que aguarda por algumas peças de maior calibre para lutar por objetivos maiores. A equipa tem o 3º maior espaço salarial da liga, estando à espera de ter o plantel pronto para maiores voos e adicionar os jogadores que forem necessários para lutar pelo título.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com o sonho de um dia poder trabalhar no jornalismo desportivo. @vascoliveira8 no Twitter

1 thoughts on “Trinta por uma Linha – San Antonio Spurs

Deixe um comentário