Spurs vencem Thunder num thriller épico

San Antonio Spurs e Oklahoma City Thunder foram os protagonistas de um dos melhores jogos da actual temporada, com o jogo a ser decidido após duplo overtime e com exibições individuais memoráveis de parte a parte.

Os Spurs, após uma boa entrada dos Thunder, conseguiram tirar proveito do seu jogo interior, com LaMarcus Aldridge a ser uma dor de cabeça para os OKC, que respondiam através de cavalgadas de Westbrook, que fez várias assistências para os seus colegas, conseguindo ter a sua equipa em vantagem no jogo até menos de 3 minutos para o final do 1° período, até que os lançamentos de 3 dos Spurs, começaram a cair, 4 seguidos, 3 por Belinelli, com os Thunder a cometer muitos turnovers e a falhar vários lançamentos. Assim, os Spurs fecharam o 1° período a ganhar por 10 pontos. No 2° período a chuva de triplos convertidos pelos Spurs continuou, com Bertans a acertar 3 e Belinelli a juntar mais 2 à sua conta pessoal, de destacar que os Spurs acabaram o período com 9/9 em triplos, tendo chegado a estar a vencer por 17 pontos. Os OKC, pelos inevitáveis Paul George e Westbrook, conseguiram diminuir essa vantagem para apenas 7 pontos antes do fim do 2° período.

No 3° período os Spurs voltaram a ser superiores com Aldridge infernal, para além dos triplos continuarem a cair, tendo os Spurs chegado a converter 14 em 14 tentativas, tendo falhado apenas à 15a tentativa. Grant e George estiveram bem no capitulo da finalização e evitaram que os Thunder fossem para o último período a perder por mais de 12 pontos.

No último período vários erros dos Spurs e a crença dos jogadores dos Thunder conseguiram empatar o jogo e levá-lo a prolongamento, com DeMar DeRozan a falhar o lançamento que poderia dar a vitória à sua equipa, 130-130 era o resultado de um dos melhores jogos da temporada. No 1° prolongamento DeRozan e Westbrook continuavam sem acertar o lançamento, e Aldridge não parava de marcar, não falhando nem da linha de lance livre, estranho por isso, o último lançamento ter sido por DeRozan, que ao falhar levou o jogo a outro prolongamento, que seria decidido pelo sangue frio de Aldridge da linha e pelos seus lançamentos debaixo do cesto, tendo havido também algumas polémicas decisões arbitrais, mas que não mancham o enorme jogo que foi, e que terminaria com um score de 154-147, com Aldridge a marcar um máximo de carreira de 56 pontos, os Spurs a alcançarem um máximo da equipa de 16 triplos convertidos, em 19 tentativas, 84.2% de eficácia, também record, e triplo-duplo de Westbrook, que com 24 pontos, 24 assistências, record pessoal e 13 ressaltos, esteve a uma assistência de ser o primeiro jogador a fazer 25 assistências em um triplo-duplo!

Um jogo, duas equipas, e milhões de vencedores ao assistir a esta grande partida.

Márcio Dias

Natural e residente do Porto Licenciado em Línguas, literaturas e culturas na FLUP Fã de múscia, cinema e literatura, apaixonado por desporto e em particular por basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *