Quem vai vencer os “MVP’s” e isso – Parte 2

Após a primeira parte, onde o tópico foi quem merecia levar o MVP para casa, o argumento de hoje será a favor do ROY (Rookie of the Year), ou caloiro do ano, se assim preferirem.

Líder nas casas de apostas: Victor Wembanyama

Quem merece: Victor Wembanyama

Acredito que este é o prémio mais fácil de prever e não é complicado explicar o porquê.

21.2 pontos, 10.5 ressaltos e 3.4 desarmes de lançamento por jogo em apenas 29.3 minutos. 19 anos de idade. Anormal.

O furacão Wemby chegou e veio para ficar. Um jogador tão único e bom, que muito provavelmente iremos ver mais postes de grande estatura a entrar na NBA, só para tentar parar este fenómeno da natureza. Victor teve um arranque mais calmo, ainda bastante impressionante, mas controlado. Mas à medida que a temporada se desenrolava, o medo das outras 29 franquias foi aumentando exponencialmente.

Triplos do meio da rua, apanhar ressaltos em cima de dois ou três jogadores, afundar em cima da equipa inteira, desarmar a bola ao nível dos maiores da história e ter 2,24 metros e driblar como se fosse um base de “só” 2 metros, Wembanyama é irreplicável.

A luta pelo prémio foi bastante discutida até ao 1/3 da época, mas a partir daí, o francês elevou o seu jogo para um patamar de superestrela.

Desde o All-Star Game, o “allien” francês tem feito, por jogo, uma média de 23 pontos, agarra cerca de 11.7 ressaltos e desarma os adversários em torno de 4 vezes por disputa. Para chocar ainda mais o leitor, Victor ainda tem uma média de 4.9 assistências e 1.7 roubos de bola por jogo, tudo em apenas 31.5 minutos.

O poste dos Spurs tem caso até para ser o melhor novato que já se viu na história da liga, porque números destes não são normais e não deviam ser levados como tal só por ter 2,24m de altura. Porzinguis é parecido na estatura, Tacko Fall e Boban Marjanović também, agora, nenhum deles fez o que o Wembanyama já faz na sua época de Rookie. Não só a ser uma superestrela, mas como um candidato ao DPOY (Defensive Player of the Year).

Daniel Pimpão

Sou um apaixonado por basquetebol, vivo e respiro este desporto que nos tira horas de sono. Tenho 19 anos e um sonho de um dia ser um dos melhores jornalistas portugueses. Estou a tirar Comunicação Social em Abrantes, no âmbito de jornalismo. Olhar sempre para a frente, mas trabalhar com a cabeça para baixo.

Deixe um comentário