Nova derrota dos Lakers aumenta contestação com treinador

Os Los Angeles Lakers vivem uma fase instável da temporada. A equipa californiana tem um registo de 34 vitórias e 30 derrotas, estando no décimo lugar da conferência Oeste. Ontem, com a oportunidade de ultrapassarem os Warriors na classificação e manterem-se próximos da luta pelo acesso direto aos playoffs, a equipa perdeu frente aos Sacramento Kings.

No decorrer do primeiro quarto os Lakers chegaram a estar vencer por 30-13, mas um segundo quarto fraco da equipa fez com que chegassem ao intervalo com uma desvantagem de 15 pontos, por 72-57. Durante a segunda metade a equipa não conseguiu recuperar a desvantagem e sofreu assim a 30ª derrota da temporada.

Lebron James foi, mais uma vez, dos únicos a remar contra a maré, com 31 pontos e 13 assistências. Rui Hachimura terminou com 29 pontos, enquanto Anthony Davis esteve abaixo das expetativas, com apenas 14 pontos. A noite foi mesmo de D´Aaron Fox, que terminou igualando o seu máximo de carreira de 44 pontos.

Nas redes sociais, os adeptos dos “Purple and Gold” não demoraram a contestar novamente Darvin Ham, que vê o seu futuro em Los Angeles cada vez mais atribulado. Depois de uma primeira temporada fantástica ao serviço dos Lakers, onde conseguiu tirar a equipa de um registo negativo na temporada regular e guiá-la até às finais de conferência, muitos questionam agora as escolhas táticas do treinador. A utilização de jogadores como Taurean Prince ou a falta de timeouts em momentos chave do jogo são alguns dos argumentos dos adeptos dos Lakers, que na sua maioria, defendem que a equipa perdeu o jogo no segundo quarto, onde concederam aos Kings um parcial de 44-20.

Caso os Lakers falhem a classificação para os playoffs, é quase certo que chegará ao fim o capítulo de Darvin Ham no comando dos californianos. Até mesmo em caso de apuramento para a fase final da temporada, o desempenho da equipa na mesma pode obrigar o front office da equipa a “virar a página”.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com o sonho de um dia poder trabalhar no jornalismo desportivo. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe um comentário