Jordan, “Agora mesmo, ouvir é melhor do que falar”

Michael Jordan teve voz e voto no recém-anunciado regresso da NBA. O dono dos Charlotte Hornets, tentou mediar, com sucesso a relação entre os jogadores e os proprietários, apesar da sua equipa não estar presente em Orlando.

Esta informação foi confirmada por Jackie MacMullan da ESPN , que referiu que Jordan conversou com o presidente da NBPA, Chris Paul, e com Russell Westbrook, jogador do Houston Rockets. Fê-lo pouco antes da reunião dos proprietários e em que se destaca uma frase enfatizada por Jordan: “Agora mesmo, ouvir é melhor do que falar”.

Michael Jordan reconheceu a admiração pela luta dos jogadores, alguns deles muito frustrados. Um grande número de jogadores, eram a favor de não jogar o restante das eliminatórias devido à complicada situação que os Estados Unidos vivem na luta pelo racismo. 

O ex-jogador, de 57 anos, com um passado de luta neste tópico, pensa como muitos outros donos das equipas, que os jogos são a melhor e mais visível plataforma de mudança social. Os proprietários foram unânimes no apoio aos jogadores.

Os jogadores convocaram os donos das equipas, de modo a trabalhar proactivamente em prol de mudanças na justiça social. Ações concretas deverão ser discutidas em reuniões posteriores.

Deixe uma resposta

<--bit--><--ti-->