Ja Morant pode enfrentar suspensão bem mais longa

Podemos não ver Ja Morant em campo novamente até 2024. Afastado pelos Memphis Grizzlies por decisão interna, o base All-Star está atualmente sob investigação da NBA, para determinar as circunstâncias em que filmou o famoso vídeo num clube de strip onde é visto a mostrar uma arma.

A cena pode ter ocorrido em Denver, onde os Grizzlies estiveram fora na semana passada e perderam por 113 a 97 antes de Morant ser dispensado. É aqui que reside o maior risco para a escolha nº 2 do Draft de 2019. Se Ja Morant voou de Memphis para Denver com uma arma, isto viola as regras da liga, que proíbem qualquer posse ou exibição de pistolas no local de trabalho. O CBA prevê uma suspensão que pode chegar a um mínimo de 50 partidas neste caso.

Recordamos, ainda que o momento e os regulamentos não fossem exatamente os mesmos, o caso das armas no balneário dos Washington Wizards, entre Gilbert Arenas e Javaris Crittenton. Arenas, condenado por guardar armas de fogo nas instalações dos Wizards, foi suspenso por 50 jogos pela NBA. Crittenton, agora na prisão por outros casos, foi condenado por 38 partidas.

O contexto é um pouco diferente, mas o risco de ver Ja Morant suspenso por um período significativo é alto. O jogador dos Memphis divulgou este fim de semana uma desculpa por este assunto específico e explicar que iria “procurar ajuda e outros métodos para gerir o seu stress e as suas ansiedades”.

Sem a sua estrela, Memphis perdeu para os Clippers no domingo, mas segue na 2ª posição da conferência Oeste.

Deixe um comentário