Cunningham pede número retirado dos Pistons

Cade Cunningham teve a primeira decisão como jogador dos Detroit Pistons que não é a mais popular em Motown. Pouco depois do Draft na quinta-feira, havia rumores de que Cunningham queria usar o número 2 que usa desde que jogou basquetebol. Mas o # 2 é uma das camisolas retiradas pelos Pistons. Foi uma homenagem a Chuck Daly, pelos dois títulos conquistados com Detroit como treinador principal.

Cade Cunningham solicitou à equipa e a Cydney, filha daquele que também era o treinador do lendário Dream Team em 1992, permissão para anular esta retirada. Os fãs mais antigos dos Pistons começaram a exigir uma explicação. Mas Cunningham já falou.

“Gostaria de agradecer a Cydney Daly por ter dado a sua bênção para que eu pudesse usar o meu tradicional número 2. Agradeço a ela, pois sei a importância destas bandeiras no pavilhão.

As pessoas que estavam lá antes de mim construíram algo especial em Detroit. Este legado viverá para sempre. Eu quero usar este número 2 para respeitar o Sr. Chuck Daly e trazer a mesma energia das equipas dos Bad Boys que ele liderou ”.

Cade quer colocar Detroit de volta no mapa da NBA e ser digno do legado dos Bad Boys!

Deixe uma resposta