Clippers chocam Oracle Arena

Os Los Angeles não param de surpreender, agora nos play-off.

Com uma equipa sem super-estrelas, apesar de Lou Williams ou Gallinari, os Clippers têm um dos melhores colectivos da NBA, aliado a grande profundidade no plantel.

No 2° jogo da 1a ronda dos play-off contra os Warriors, outra vitória dos Warriors era esperado, mas o impensável aconteceu.

Os Warriors cedo impuseram o seu jogo, com circulação de bola rápida, e com os triplos de Curry e companhia a cairem, o único revés foi a lesão de DeMarcus Cousins, os Warriors no final do 1° período já tinham vantagem de 8, e no 2° período, mesmo sem Cousins, aumentaram essa vantagem para 23 pontos, 73-50 era o resultado a favor dos Warriors, com Curry em grande plano.

No início do 3° período os Warriors mostraram o porquê de serem super favoritos para ganhar o 3° título seguido, chegando a estar a vencer por 31 pontos de diferença. Aí entraram no jogo o melhor dos Clippers e o pior dos Warriors. Com Lou Williams on fire e Montrezl Harris e Gallinari em grande também, os Clippers pareciam acreditar no milagre da reviravolta e forçaram os Warriors a vários erros dos 2 lados do campo, sendo muito eficazes na hora do lançamento e a aproveitar esses mesmos erros. No final do 3° período a diferença era de 14 pontos, bastante menos que os 31 da metade do 3° período, mas era preciso outro período igual à parte final do 3° período para o milagre acontecer. 108-94 era o resultado.

No 4° período os Warriors estiveram ainda pior, com uma defesa desorganizada e com vários turnovers, enquanto os Clippers estavam com níveis de confiança incríveis, e com acerto no tiro exterior extraordinário, e com grande espírito de entreajuda na defesa. A meio do 4° período o jogo já estava ao alcance dos Clippers, isso mexeu com os Warriors que não conseguiram voltar a ter ascendente, tendo perdido a liderança perto do fim, não conseguindo dar a volta, depois de lançamentos decisivos falhados e turnovers inesperados, os Warriors tiveram mesmo assim posse de bola para empatar ou passar para a frente, mas Curry desta vez não salvou os Warriors, e o jogo foi mesmo confirmado para os Los Angeles Clippers na linha de lance livre, 135-131 foi o resultado final.

Nunca antes uma equipa nos play-off tinha recuperado de uma desvantagem de 31 pontos. Motivo pelo qual os Clippers fizeram história, ainda por cima, em casa dos Warriors, uma das melhores equipas da história da NBA.

Com esta vitória a série fica empatada a 1-1, com o próximo jogo a ser disputado em Los Angeles, no Staples Center.

Os melhores dos Clippers foram Lou Williams, com 36 pontos e 11 assistências em apenas 33 minutos, Harrel com 25 pontos e 10 ressaltos e Gallinari com 24 pontos e 6 assistências também estiveram em evidência.

Pelos Warriors, Curry com 29 pontos e 6 assistências foi o único a estar ao seu nível habitual.

Márcio Dias

Natural e residente do Porto Licenciado em Línguas, literaturas e culturas na FLUP Fã de múscia, cinema e literatura, apaixonado por desporto e em particular por basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *