9 evidências destes primeiros jogos dos Playoffs

Os playoffs da NBA começaram neste fim de semana e obviamente todos estão entusiasmados com estes primeiros jogos de elevada intensidade. Como resultado, entusiasmo às vezes levam-nos a tirar conclusões precipitadas. Vamos falar de algumas que assistimos até ao momento.

1. Bam Adebayo não é o DPOY, mas é o melhor defensor dos playoffs. Um título que ele partilha com Draymond Green. O poste dos Miami Heat All-Star é capaz de defender o poste e os lançadores, graças à sua mistura de mobilidade e força. Talvez até melhor que Green, quando se trata de mudar para base após um pick-and-roll. Trae Young que o diga. Com PJ Tucker, Jimmy Butler ou Kyle Lowry, a defesa da Flórida é assustadora. O base dos Atlanta Hawks terminou com 8 pontos e 1 de 12 em lançamentos.

2. Kyrie Irving ainda é excelente. Os Brooklyn Nets perderam para os Boston Celtics, mas ele foi enorme, especialmente nos momentos decisivos para a equipa se manter a discutir o jogo. Na verdade, o mais impressionante é que os Celtics defenderam maravilhosamente Kevin Durant, mas pareciam sem solução diante de Irving. Kyrie é uma personagem bastante misteriosa, mas também é um jogador excecional.

3. Os Philadelphia Sixers tiveram 64 lances livres, incluindo 25 apenas para Joel Embiid, 11 a mais do que a segunda equipa que mais foi para a linha desde os playoffs iniciais. Este será um dos desafios dos Raptors nesta série.

4. Tyrese Maxey pode mudar tudo para os Sixers. O jovem jogador é atualmente o fator X da equipa. Fez 38 pontos no jogo 1. Depois fez 23-9-8 no jogo 2. Afirma-se como a terceira estrela dos Sixers, aquela que pode ajudar a organização a ir para um outro nível.

5. Podemos fazer a mesma observação trocando o nome de Maxey pelo de Jordan Poole. O terceiro “Splash Brother”. O seu progresso, principalmente a gerir a posse, também dá um lado ainda mais imprevisível ao ataque dos Golden State Warriors. Uma verdadeira dor de cabeça para as defesas quando os três estão juntos em campo.

O trio teve um diferencial de +20 em apenas 15 minutos. A associação com Draymond Green e Andrew Wiggins forma um cinco muito consistente. Poole já fez 30 e 29 pontos, com até 8 assistências na noite passada. A sua evolução permite que Curry jogue … a sair do banco por enquanto. Guardá-lo para mais tarde.

6. Os Bulls estiveram perto de vencer um jogo em que DeMar DeRozan acertou 6 em 25, Nikola Vucevic acertou 9 em 27 e Zach LaVine acertou 6 em 19. Apesar do cenário ter tudo para melhorar, ainda é uma incógnita do que serão os próximos jogos.

7. Draymond Green está em cima de Nikola Jokic. As estatísticas nunca são um bom indicador com o interior dos Warriors, autor de 12 pontos, 6 ressaltos, 9 assistências e 3 desarmes no jogo 1. Por outro lado, a sua contribuição é óbvia. É o motor da sua equipa e a peça central na defesa.

8. Os Utah Jazz tremem muito no final da época. O “small ball” continua a colocá-los em dificuldade. Os Dallas Mavericks acertaram 22 lançamentos de três pontos. Mesmo sem Luka Doncic, os Mavs conseguiram empatar a série com 41 pontos de Jalen Brunson. O regresso de Doncic pode piorar a situação dos Jazz…

9. Os Wolves têm o ‘poder das estrelas’ a seu favor. Anthony Edwards e Karl-Anthony Towns atualmente formam uma dupla muito mais perigosa do que Ja Morant e Jaren Jackson Jr. A série ainda não acabou e promete ser longa, mas a sua pontuação pode fazer a diferença. Neste caso, o ataque também vence.

Deixe uma resposta