Resumos, destaques e análises de 16 de Novembro

Golden State Warriors 86 @  107 Houston Rockets

Pesada derrota dos atuais bicampeões da NBA na visita ao Toyota Center. Esperava-se uma resposta dentro de campo à “polémica” entre Draymond Green e Kevin Durant, mas a verdade é  que foram os Houston Rockets a liderar o jogo de início ao fim perante uma apatia anormal por parte dos Warriors. Os Rockets somam assim a terceira vitória consecutiva elevando o seu registo para 7 vitórias e 7 derrotas. Mais uma vez James Harden esteve em destaque no conjunto dos Rockets ao marcar 27 pontos, do lado dos Warriors foi Kevin Durant o melhor marcador com 20 pontos. Gordon marcou também 17 pontos a sair do banco.

Atlanta Hawks 93 @ 138 Denver Nuggets

45 pontos de diferença no resultado final entre duas equipas é algo que se vê muito raramente na NBA. A verdade é que nesta madrugada os Denver Nuggets estiveram implacáveis na receção aos Atlanta Hawks, que apesar de serem consideradas uma das equipas mais fracas da NBA, não justifica este resultado. Com esta vitória os Nuggets quebram uma série de 4 derrotas consecutivas e somam agora um registo de 10 vitórias e 5 derrotas.
Curiosamente o melhor marcador do encontro foi Juan Hernangomez, ao somar 25 pontos e ainda 9 ressaltos e a justificar assim a sua titularidade. Do lado dos Hawks o melhor marcador foi Jeremy Lin que vindo do banco somou 16 pontos, 5 assistências e ainda 5 ressaltos.

San Antonio Spurs 111 @ 116 Los Angeles Clippers

Os homens de Popovich continuam com muitas dificuldades fora de casa, tendo ganho apenas 2 jogos em 7 partidas. Sofrem também assim a sua 3ª derrota seguida frente aos Clippers que continuam a fazer uma campanha bastante acima das expetativas. Lou Williams continua a impor-se como um sério candidato a Sixth Man Of The Year, prémio que já venceu duas vezes, já DeRozan continua a fazer uma excelente época apesar dos desapontantes resultados da sua equipa.

Afonso Mendonça

Desde cedo descobriu a sua paixão pela modalidade, começando a jogar basquetebol aos 9 anos para só parar 9 anos depois. Verdade seja dita, nunca foi muito bom. Tenta então agora compensar a sua carreira falhada a meter a bola no cesto ao meter artigos na net. Não é bem a mesma coisa mas promete deixar nas teclas do computador o mesmo empenho que outrora deixou em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *