Destaques, análise e resumo de 8 de Novembro

Minnesota Timberwolves 110 @ 114 Los Angeles Lakers

LeBron James a brilhar de fita na cabeça? Tyson Chandler na pintura? Derrick Rose a marcar 30 pontos sob comando de Tom Thibodeau? Parece 2011 outra vez!

Jogo que foi sempre taco a toca durante os primeiros três períodos, tendo-se resolvido apenas no final. LeBron James e Derrick Rose foram as grandes figuras da partida. O primeiro com 24 pontos, 10 ressaltos e 9 assistências enquanto que o segundo acabou com 30 pontos incluindo 7 triplos em 9 tentativas.

San Antonio Spurs 88 @ 95 Miami Heat

Hassan Whiteside: que exibição! Na ausência de Goran Dragic e Dwayne Wade, o poste começou a brilhar logo cedo no jogo, indo para intervalo já com 18 pontos, 14 ressaltos e 9 abafos. Acabaria por acabar a partida com 29 pontos, 20 ressaltos e os mesmos 9 desarmes de lançamento, uma statline que mais nenhum jogador conseguiu atingir desde Hakeem Olajuwon em 1989.

Denver Nuggets 87 @ 89 Memphis Grizzlies

Surpresa em Memphis, deitando a baixo a grande sequência de vitórias dos Nuggets. Grande jogo dos homens interiores dos Grizzlies, tanto do veterano Marc Gasol como do rookie Jaren Jackson Jr. Ambos acabaram com 20 pontos e garantiram assim a 6ª vitória da época para Memphis.

Chicago Bulls 98 @ 107 New Orleans Pelicans

Vitória tranquila da equipa de New Orleans, sendo que a grande figura foi o suspeito do costume. Anthony Davis continua a mostrar que é um candidato a MVP com mais uma grande exibição.

Philadelphia 76ers 100 @ 94 Indiana Pacers

Bom jogo e boa exibição dos visitantes, tendo inúmeros jogadores a acabar com dois dígitos na pontuação.

Do lado dos Pacers o mais inconformado foi Oladipo que acabou com grandes números: 36 pontos, 6 ressaltos e 7 assistências.

Outros Resultados

  • Oklahoma City Thunder 95 @ 86 Cleveland Cavaliers
  • Detroit Pistons 103 @ 96 Orlando Magic
  • New York Knicks 112 @ 107 Atlanta Hawks
  • Dallas Mavericks 102 @ 117 Utah Jazz
  • Toronto Raptors 114 @ 105 Sacramento Kings

Afonso Mendonça

Desde cedo descobriu a sua paixão pela modalidade, começando a jogar basquetebol aos 9 anos para só parar 9 anos depois. Verdade seja dita, nunca foi muito bom. Tenta então agora compensar a sua carreira falhada a meter a bola no cesto ao meter artigos na net. Não é bem a mesma coisa mas promete deixar nas teclas do computador o mesmo empenho que outrora deixou em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *