Resumo, destaques e análise de 6 de Novembro

Boston Celtics 107 @ 115 Denver Nuggets

Cada vez mais os Nuggets se afirmam como a maior surpresa da época. Cheia de jogadores jovens, chegam assim a mais uma vitória e cada vez mais o cenário de um lugar cimeiro na conferência se parece tornar provável.

Murray brilhou, e de que forma! O jovem de 21 anos acabou com uns imponentes 48 pontos (career-high!), 5 ressaltos e 4 assistências. E não, ninguém gostou do polémico lançamento dos 50 pontos quando já ambas as equipas esperavam pelo final.

Do lado dos Celtics, mais uma boa exibição de Kyrie, que parece estar mesmo a voltar à sua melhor forma: 31 pontos, 5 ressaltos, 5 assistências e 3 roubos de bola.

Os Nuggets melhoram assim para um record de 9-1 e estão empatados com os Warriors no 1o lugar do Este.

Chicago Bulls 116 @ 115 New York Knicks

Sempre se disse que, independentemente do momento da equipa da casa, que o Madison Square Garden será sempre um difícil palco… Mas não foi isto que assustou LaVine. O homem em forma rebentou por Nova Iorque a dentro e marcou 41 pontos (career-high!) num jogo que foi a duplo overtime. Sem Lauri Markkanen, LaVine tem sido a opção principal e não tem tido medo de assumir. Mais uma grande exibição.

Cleveland Cavaliers 100 @ 102 Orlando Magic

Viagem a Orlando, mais uma derrota para os Cavs. Desta foi Evan Fournier com o golpe final, tendo marcado o game winner da partida. Destacou-se também Aaron Gordon com 23 pontos e 9 ressaltos, como nos tem habituado esta época. Já do lado dos Cavs Tristan Thompson e Hill foram os que mais lutaram, enquanto o rookie Colin Sexton continua com dificuldades de adaptação.

Miami Heat 120 @ 115 Detroit Pistons

O 4º jogo 20/20 de Andre Drummond esta época. O último a realizar o mesmo feito tão cedo numa nova temporada? Kareem Abdul-Jabbar. Apesar da grande exibição, os seus 25 pontos e 24 ressaltos não forma suficientes para evitar a derrota em casa no prolongamento. Nem os 24 pontos e 15 ressaltos de Griffin. Ou os 25 pontos de Reggie Jackson. Ou os 21 de Galloway. Ou também os 16 de Glen Robinson III. Quantos pontos marcaram os restantes jogadores? 4 pontos. Talvez não seja descabido dizer que os Pistons talvez tenham um problema com as peças da rotação do plantel…

Dos Heat, destaque claro para Richardson que acabou com 27 pontos, 8 ressaltos e 4 assistências.

Outros Resultados

  • Houston Rockets 98 @ 94 Indiana Pacers
  • New Orleans Pelicans 116 @ 122 Oklahoma City Thunder
  • Toronto Raptors 124 @ 111 Utah Jazz
  • Memphis Grizzlies 101 @ 117 Golden State Warriors
  • Minnesota Timberwolves 109 @ 120 Los Angeles Clippers

 

 

 

 

Afonso Mendonça

Desde cedo descobriu a sua paixão pela modalidade, começando a jogar basquetebol aos 9 anos para só parar 9 anos depois. Verdade seja dita, nunca foi muito bom. Tenta então agora compensar a sua carreira falhada a meter a bola no cesto ao meter artigos na net. Não é bem a mesma coisa mas promete deixar nas teclas do computador o mesmo empenho que outrora deixou em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *