Suspensões de Rondo, Paul e Ingram: quão longas?

Como já todos sabemos e tem feito um enorme eco pela comunidade da NBA: o jogo da madrugada de hoje, no Staples Center entre os Rockets e os Lakers, ficou marcado por uma feia altercação entre Chris Paul e Rajon Rondo, acabando por envolver também Brandon Ingram. Depois de uma acesa discussão entre Rondo e CP3, o segundo apontou o dedo a Rondo, tendo este não gostado. A partir daqui a toda a situação escalou exponencialmente, acabando com uma cena de pancadaria.

Como se a situação por si só não bastasse, os Rockets também alegaram uma ‘cuspidela’ de Rondo na cara de Chris Paul, sendo essa a suposta razão do início do contacto físico. Apesar de Rondo negar, durante a tarde de hoje, depois de horas de especulação e discussão por parte dos fãs, surgiu um vídeo gravado pelo staff da equipa de Houston que parece provar de vez que a cuspidela ocorreu mesmo. Os Rockets já enviaram o vídeo à Liga enquanto esta analisa toda a situação.

Dito isto, que se pode esperar em termos de duração do castigo dos envolvidos? Olhando para casos anteriores e para as regras da Liga, espera-se que tanto Rondo como Chris Paul recebam como castigo uma suspensão de 2 a 3 jogos, sendo que Rondo talvez receba um castigo mais pesado devido à cuspidela.

Já Ingram, apesar de não ser o centro das atenções de toda a polémica, deve ser mesmo ele quem irá receber a suspensão de maior duração. Este último deverá ver-se obrigado a ficar de fora dos campos por volta dos 5 jogos, vendo as suas ações agravadas aos olhos dos oficiais da NBA por se ter juntado a uma altercação que inicialmente não estava envolvido e tendo contruibido apenas para o deterioramento da situação.

Se esta é uma situação que já nao surpreende fãs de NBA de longa data, muito menos surpeendeu os jogadores que conviveram durante anos com estes atletas. Paul Pierce, quando entrevistado pela ESPN para falar do assunto, disse não estar, de todo, surpreendido.

O Rondo e o Paul nunca gostaram um do outro. Isto já vem quase desde ou do ano de rookie ou do 2º ano do Rondo na Liga. Fico é surpreendido por esta ser mesmo a primeira briga entre os dois, nunca se deram bem.

Afonso Mendonça

Desde cedo descobriu a sua paixão pela modalidade, começando a jogar basquetebol aos 9 anos para só parar 9 anos depois. Verdade seja dita, nunca foi muito bom. Tenta então agora compensar a sua carreira falhada a meter a bola no cesto ao meter artigos na net. Não é bem a mesma coisa mas promete deixar nas teclas do computador o mesmo empenho que outrora deixou em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *