Esperanças nos Washington Wizards

Após uma temporada frustrante, onde os Wizards conseguiram apenas a última vaga para os Playoffs, agora com um elenco reforçado e saudável, se espera que o time consiga resultados melhores em 2018-19.

O Washington Wizards teve uma campanha decepcionante temporada passada, a ausência de John Wall por metade da temporada causou o time a apenas conseguir a 8ª colocação na Conferência Leste (43-39), ainda assim nos Playoffs conseguiu mostrar um pouco do potencial que possui com o time totalmente saudável, ganhando dois jogos do 1º colocado na Conferencia, o Toronto Raptors.

Para essa próxima temporada o principal reforço do time já está no seu elenco, John Wall, relembramos que é um ótimo defensor e um espetacular playmaker, um dos melhores da liga e agora com sua volta o time deve voltar a ser uma grande ameaça no Leste. Além dele, Dwight Howard, Jeff Green e Austin Rivers foram outros bons reforços contratados.

Após seu pequeno “tour” na NBA pelos últimos anos, com 3 times nas últimas 3 temporadas, Howard encontra no Wizards uma outra chance de estar em uma equipe relevante desde a sua passagem em Houston, quando junto com James Harden chegou à final de Conferência em 2014-15, perdendo apenas para o futuro campeão Golden State Warriors. Na temporada passada com o Charlotte Hornets, Dwight Howard teve médias de 16.6 PPJ/ 12.5 RPJ/ 1.6 TPJ, com destaque para um jogo onde conseguiu 32 pontos e 30 rebotes. Apesar de não ser metade do jogador que era a quase 10 anos atrás e não ser mais a força dominante defensivamente que era, Howard ainda é um bom pivô e ótimo reboteiro, comparando com Marcin Gortat, o pivô dos Wizards na temporada passada, Howard é um bom upgrade de Gortat.

Austin Rivers vem de sua melhor temporada na liga pelo Clippers, teve 15.1 PPJ/ 4.0 APJ/ 2.4 RPJ com 42% de aproveitamento nos arremessos, agora com um papel diferente, saindo do banco, deve ver seus números caírem, principalmente pelo titular ser Bradley Beal e consequentemente ter menos tempo em quadra, mas ainda assim deve continuar sendo um bom pontuador do banco, tentando manter o nível do time quando Beal estiver no banco. Jeff Green após uma temporada de altos e baixos nos Cavaliers chega aos Wizards, sendo um jogador alto, atlético, que pode marcar diversas posições e também arremessa do perímetro(ele tenta), pode vir a ser extremamente útil ao time de Scott Brooks, especialmente na NBA de hoje, onde as trocas defensivas se tornaram tão frequentes.Além desses dois reforços que chegam do banco, há também Kelly Oubre Jr., que chega agora ao seu 4º ano na liga, temporada passada já foi figura certa nos jogos do Wizards, tendo 11.8 PPJ nos seus quase 30 minutos em quadra.

A equipe titular do Wizards deverá ser:

John Wall

Bradley Beal

Otto Porter Jr.

Markieff Morris

Dwight Howard

Com dois ótimos armadores, um com um estilo mais clássico, que passa muito bem a bola, já o outro possui um jogo mais focado na pontuação, Bradley Beal e John Wall são os principais motores desse time de Washington, e precisarão melhorar para que o time não pare apenas no primeiro round dos Playoffs, já que a competição no Leste está ficando cada vez mais dura. O time está bem formado, principalmente na lineup titular, com 4 jogadores que arremessam do perímetro e um ótimo reboteiro, em Otto Porter os Wizards têm um grande arremessador de 3P, que nas duas últimas temporadas se tornou um dos mais eficientes nesse quesito na liga inteira.

A franquia tem ficado meio estagnada nos últimos anos, não chega a ser um time ruim, nem ótimo , fica no meio dos Playoffs, quase conseguiu uma final de conferência na temporada 2016-17, quando perdeu apenas em um jogo 7 para o Boston Celtics, esse ano acredito que o time continuará nesse mesmo nível, outros times melhoraram nesses últimos anos, como 76ers, Bucks e Pacers, os Wizards deverão ficar com a 5ª ou 6ª colocação na Conferência Leste e provavelmente não conseguirão passar pelo primeiro round, mas tudo pode acontecer, e acredito que para o time conseguir ir mais longe do que isso, tudo dependerá de John Wall e Bradley Beal, para o time chegar a um nível superior, os dois precisarão elevar as suas performances ainda mais na próxima temporada.

Leia este e outros textos de minha autoria também em: Small Ball Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *