Suns: James Jones como novo GM..?!

Robert Sarver, dono dos Phoenix Suns, está pensando fortemente de fazer o ex-jogador James Jones como o GM interino da franquia, de acordo com Adrian Wojnarowski, jornalista da ESPN.

Sarver demitiu na última Segunda-Feira Ryan McDonough, do cargo de GM dos Suns, e fez de James Jones e Trevor Bukstein como os GM’s interinos da equipa. Até a demissão de McDonough, Jones era vice-presidente de operações de basquete da equipa de Phoenix.

Segundo rumores, Sarver em conversas com pessoas mais chegadas, disse que não tinha duvidas que Jones poderia ser um bom GM no futuro, seja nos Suns ou em uma outra equipa.

Mas infelizmente, é sabido que Sarver tem um comportamento um pouco momentâneo, tendo sempre o hábito de fazer coisas sem avisar previamente a Direcção da equipa. O ultimo exemplo disso foi demitir Ryan McDonough a 9 dias do inicio da época regular 2018/19. Por isso, não será muito surpreendente se ouvirmos uma outra pessoa, que não sendo Jones, sendo anunciado como GM dos Suns.

No ano passado, Sarver contratou Jones para ser aprendiz de McDonough e prepará-lo para um papel maior na organização de Phoenix.

Sarver nunca demonstrou uma inclinação de gastar muito dinheiro na sua organização, principalmente no quesito de recursos humanos ao ponto de contratar um executivo experiente e bem-sucedido para os Suns, visto que recrutar um candidato de elite é apenas uma situação um pouco complicada, que não se enquadra nos seus trâmites directivos.

No pouco tempo que está como GM interino dos Suns, James Jones já demitiu várias pessoas que eram próximas de McDonough, o GM demitido, como Pat Connelly, como seu assistente, Courtney Witte que era director de Scouting, Emilio Kovac como director de aferição internacional e Louis Lehman, como GM da G-League.

McDonough ainda tinha dois anos de contrato, segundo varias fontes da Liga.

Apesar de Ryan só ser demitido na Segunda-Feira, as notícias dizem que Jones já tinha começado a trabalhar na montagem de sua própria equipa de Scouting própria.

Sarver contratou Jones para um Front Office que estava a entrar em declínio, com muitos jogadores a manifestarem descontentamento com a direcção da equipa. Jones aposentou-se sensivelmente a quase 2 anos, depois de 14 anos como jogador na Liga, conquistando três campeonatos e para muitos, é o talismã da sorte de LeBron James. Jones também actuou como executivo na associação de jogadores de basquetebol.

Sarver ganhou uma reputação um pouco amarga com os analistas da NBA, envolvendo-se agressivamente nas decisões de basquete dos Suns, tornando a equipa muito dura para os Treinadores que lá passaram, bem como os próprios funcionários.

Robert Saver

Segundo informações, o próprio Sarver tem o hábito de gritar com os funcionários, intrometendo-se constantemente nas regras directivas da equipa, bem como fazer mudanças nos planos de programação da equipa. De ressaltar, que os Suns são o principal activo económico de Sarver. Ainda só para acrescentar, vários executivos de equipas rivais já disseram que foram testemunhas de verem Sarver se intrometendo em reuniões de trades, onde muitas das vezes não foram avante por causa do clima conturbado do dono da equipa.

Apesar da equipa directiva da equipa estar um pouco invariável, nos últimos dias, os Suns atualmente possuem um plantel sólido que inclui o Center DeAndre Ayton, que nesses jogos de pré-temporada está com médias de 20,5 pontos e 11,3 ressaltos, o Guard Devin Booker e por último, mas não menos importante frente Josh Jackson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *