Portland Trail Blazers: Nova época, mesmo aposta!

Temporada 2017/18: 49-33 (Época Regular) / Ficaram na 1°Ronda dos Playoffs (New Orleans Pelicans)

Novas Aquisições: Seth Curry (Agência livre), Nik Stauskas (Agência livre), Anferne Simons (Draft), Gary Trent Jr. (Draft)

Saida: Ed Davis, Shabazz Napier,

 

Mais uma vez, os Portland Trail Blazers a fazerem uma temporada regular muito boa, levando para casa o título da Divisão Noroeste e onde só faltou uma vitória para chegarem a marca de 50, na fase regular. Com essa grande performance na temporada regular, muitos analistas acharam que os Blazers deveriam, finalmente, fazer tremer o seu nome nos Playoffs da Conferência Este. Mas a equipa de Portland falhou gravemente nos Playoffs, mostrando a todo mundo que o que eles fizeram na temporada regular era uma fantasia. Os Blazers foram mui rapidamente eliminados nos Playoffs, na primeira ronda, pelos New Orleans Pelicans. De ressaltar que Damian Lillard, a estrela da equipa de Portland, fez a sua melhor temporada regular da carreira, culminando com finalmente uma chamada aos jogos All-Star, e pertencer também a primeira equipa All-NBA da respectiva temporada. Mas nos Playoffs, Lillard a ter horríveis números, na maioria das estatísticas, sendo 35% FG.

O Big 3 dos Portland

Mesmo com a presença em campo de um ‘Center‘ passivo, como Jusuf Nurkic que não conseguiu recriar o impacto que teve na equipa em 2017, os Blazers tiveram um grande défice, principalmente na linha da frente. Em resumo, a temporada 2017/18 foi uma experiência agridoce para o Blazers, que finalmente souberam que não poderão ir muito longe simplesmente com a dupla Lillard & McCollum levando o barco.

Para essa ‘Offseason’, os Blazers têm tentado de tudo para não ser como as passadas, quando tinham dinheiro, mas mesmo assim, não conseguiram lá grande coisa.

O GM da equipa de Portland, Neil Olshey, fez grandes pensamentos sobre a equipe durante a última NBA Summer League.

Segundo rumores, os Blazers fizeram ofertas generosas para vários jogadores, como Evan Turner, Maurice Harkless e Meyers. Mas infelizmente, para a insatisfação dos adeptos, só veio Curry e Stauskas.

Para essa temporada, que começa daqui a alguns dias, os Blazers entram com praticamente a mesma equipa da ultima temporada, e portanto, têm poucas chances de fazerem frente com os Golden State Warriors e os Houstons Rockets, que praticamente estão na linha de frente para serem campeões da Conferencia, e sem esquecer os Los Angeles Lakers, com a aquisição de Lebron James.

Olhando para a folha salarial da equipa e os contratos actualmente, seria muito inteligente da equipa estender a renovação contratual com Nurkic, assinar com pelo menos mais dois ‘guard‘ nessa agência livre, e investir nos jogadores que ganharam no Draft 2018, visto que os Utah Jazz bem como os Denver Nuggets, estão no virar da esquina como equipas a ficarem nos primeiros lugares, da segunda guarda da Conferência.

Com a triste partida de Davis aos Brooklyn Nets, nesse verão, a equipa perde assim um bom e amado jogador, e com grande respeito na quadra. Sua tenacidade em campo pode ser perdida, visto que a equipa de Portland, não fez nada para substituí-lo neste verão.

Espera-se que os Blazers oferecem um contrato de 4 anos, no valor de 48 milhões de dolares a Nurkic. Jusuf Nurkic, de 24 anos, é facilmente o terceiro melhor jogador dos Blazers, onde a equipa estaria pior, na última temporada, sem a presença do jogador. Ele é um jogador activo no campo, sem esquecer que traz um toque decente para a equipa, sendo ainda mais eficaz na pick and roll se os Blazers o utilizaram mais. Ele não é notável em qualquer área, no entanto, ele é um bom jogador secundário, ficando só atrás de McCollum e Lillard.

A decisão de verão mais boa da equipa de Portland, no Draft 2018, foi a escolha de Simons, um verdadeiro Preps-to-pro, sendo um jogador maduro e sabendo o que fazer na quadra, apesar da sua terna idade. De ressaltar que o jogador recusou a chance de jogar em Louisville, após a escola ser abalada por escândalo e, basicamente, passou por exercícios de basquete e tutoriais durante a faculdade.

Dito isto, é difícil imaginar Simons indo de praticamente nenhuma competição para ser um jogador de rotação chave de uma equipa que chegou as 49 vitórias na temporada passada. Muito provavelmente, ele vai ser o Rookie de estimação da equipa, entrando no programa de desenvolvimento dos Blazers, e talvez mostrar bons avanços durante a primavera.

Seth Curry e Nik Staukas: os reforços mais sonantes.

Com a chegada de jogadores como Curry e Stauskas, podemos enfatizar que a equipa pegou alguns bons jogadores na linha dos 3.

Curry teve infortúnio de ter sempre várias lesões, durante os seus quatro anos na NBA, além de tentar existir a sombra de seu irmão, Stephen Curry dos Golden State Warriors. Ele jogou bem com a camisola dos Sacramento Kings, em 2015/16, depois de viajou para Dallas para estar nos Mavericks, onde sofreu uma fractura de estresse em sua tíbia direita e perdeu a maior parte da última temporada. Embora não seja um grande triplista como o seu irmão, Curry traz um bom curso de tiro com 43,2% 3PT em sua carreira. Se ficar saudável durante toda temporada, ele pode ser uma grande e boa adição à rotação de Portland.

Stauskas, pick 8 do Draft 2014 pelos Kings, teve uma temporada infeliz em Sacramento, onde a equipa teve que sacrificar uma pick de primeira rodada apenas para encontrar uma nova equipa para ele. Voltou a não ser bem sucedido nos 76ers e nos Nets, fazendo os analistas duvidarem do seu potencial na Liga, sendo que atualmente está com 34,9% 3PT. Então, os Blazers podem representar a sua última chance na NBA.

Quando perguntado neste verão sobre o estado dos Blazers, Lillard foi principalmente positivo em sua resposta. Veremos se isso muda na próxima primavera, e que a equipa possa fazer não só uma época regular fantástica, bem como tenham sucesso nos Playoffs.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *