Chicago Bulls – Aposta para o Futuro

Os Anos de Ouro

A equipa dos Chicago Bulls é uma das que tem mais adeptos por todo o mundo. A equipa de Michael Jordan e companhia mudou o panorama da NBA nos anos 90 e fez com que esta liga se tornasse ainda mais famosa nos Estados Unidos e além fronteiras. Ainda hoje, Michael Jordan continua a ser considerado o melhor jogador de sempre da NBA.

 

O sucesso dos Chicago Bulls na liga, nomeadamente nos anos 90, onde o conjunto liderado por Michael Jordan e Scotie Pippen conseguiu 6 títulos em apenas 8 anos (Campeões da NBA em 1991 1992 1993 1996 1997 e 1998). No entanto a partir destes anos de ouro, a equipa não voltou a conseguir vencer o campeonato, tendo como principal destaque a época de 2010/2011 onde acabaram com um registo de 62-20 e com Derrick Rose a ser considerado o MVP da liga, no entanto foram derrotados na final da Conferência Este pelos Miami Heat por um resultado de 4-1 na série. No ano seguinte, 2011/2012 os Bulls voltaram a conseguir um registo de 50-16 mas com a lesão de D.Rose e J.Noah, os Bulls perderam na primeira ronda frente aos Philadelphia 76ers.

 

O insucesso das últimas épocas.

Nos últimos anos a equipa dos Chicago Bulls tem estado perdido num misto de trocas de jogadores, treinadores, escolhas de draft, e nunca mais encontraram o rumo do sucesso. Na última época os Bulls terminaram com um registo de 27 vitórias e 55 derrotas, o que demonstra em que estado se encontra a equipa, terminando em 13º lugar da conferência Este e longe dos lugares de playoff.

Nas últimas 3 épocas a equipa comandada por Fred Hoiberg, treinador principal dos Bulls conseguiram apenas uma presença nos playoffs (2016/2017), tendo sido eliminados na primeira ronda pelos Boston Celtics

 

 

Nova época, novos jogadores

O plantel dos Chicago movimentou vários jogadores nesta “offseason” no entanto não a organização dos Bulls não realizou grandes movimentações no sentido de conseguirem algum dos vários craques da liga que estavam “disponíveis” no mercado, e talvez essa fosse a escolha mais lógica para a equipa se reestruturar e atacar o mercado quando tiverem um plantel mais forte para que consigam lutar por um objetivo maior.

A equipa manteve Ryan Arcidiacono, Omer Asik, Antonio Blakeney, Kris Dunn, Cristiano Felicio, Justin Holiday, Robin Lopez, Lauri Markkanen, Cameron Payne, Bobby Portis e Denzel Valentine. Por outro lado, a equipa “perdeu” Jerian Grant (Orlando), Sean Kilpatrick, David Nwaba (Cleveland), Noah Vonleh (New York) and Paul Zipser.

Foram muitas as adições ao plantel onde o principal destaque vai para Jabari Parker e JaKarr Sampson.
No Draft de 2018 os Bulls escolheram Wendell Carter Jr. Na 7ª posição, que muitos acreditam ser um dos rookies que pode ter muito futuro na liga,  e Chandler Hutchison na 22ª posição.

 

Aposta no futuro

Quando olhamos para o plantel da equipa dos Chicago Bulls percebemos claramente que estamos perante uma aposta no futuro e que a organização está a preparar os seus jovens jogadores para daqui a pouco tempo conseguirem ter uma estrutura bem definida para que daí possam voltar aos bons velhos tempos.

A equipa tem jogadores jovens e com muito valor, onde os principais destaques são Lauri Makkanen, Zach LaVine e Kris Dunn. Além destes jogadores, também se espera um bom contributo de Jabari Parker Justin Holiday e Bobby Portis.

Vemos então uma equipa com uma boa estrutura, com jovens jogadores que já demonstraram bastante potencial, no entanto ainda parece um plantel bastante curto para que possam lutar por um lugar nos playoffs.

Positivo / Negativo

Positivo

Falamos de uma equipa jovem, cheia de energia e com imensa vontade de ganhar. O General Manager dos Bulls, John Paxson, referiu no “NBA Media Day” que confia na sua jovem equipa :

“Our goal is to be the best basketball team we can be, and that’s through this group coming together,”  “We have talent, I believe that, and how it comes together, how we play, will determine what kind of win total we end up with”.

Outra das palavras mais usada foi a “versatilidade” da equipa, visto que são muitas as dúvidas sobre qual será o 5 inicial dos Bulls, nomeadamente na posição em que irá encaixar Jabari Parker e até mesmo se o rookie Wendell Carter Jr. irá ter lugar na equipa principal.

Negativo

Um dos aspetos que foi mais referido no dia em que as figuras dos Chicago Bulls falaram aos meios de comunicação, foi a possível falta de qualidade defensiva da equipa, visto que não há nenhum jogador com referências nos aspetos defensivos, no entanto Zach LaVine adiantou que, pela energia e disponibilidade física que a equipa tem esse problema pode ser relativizado “We all can play defense; everybody in the NBA can play defense.” “We’re some of the most athletic people in the game.”

Projeção

A pré-época já começou da pior maneira para os Bulls no que diz respeito a lesões. Denzel Valentine lesionou-se nos treinos da equipa e não se sabe se estará pronto para o início de época, e no dia que começaram os jogos de pré-época, a estrela da companhia, Lauri Markkanen lesionou-se também no treino, no seu cotovelo direito e não estará presente nos primeiros jogos da temporada, o que vem complicar muito os planos.

A equipa dos Chicago Bulls é dada, pelas casas de apostas, como uma das 5 mais fracas para esta temporada. No entanto podemos notar que a juventude, a energia e a versatilidade deste plantel pode tornar-se num problema para as grandes equipas. Não falamos de uma equipa candidata ao título, longe disso, mas podemos ter uma boa surpresa por parte deste conjunto, e ver os Chicago Bulls na luta por um lugar nos playoffs.

Pedro Ribeiro

Formado em Ciências da Comunicação, trabalhou como Jornalista e Assessor de Comunicação. Fã da NBA, participou em vários projetos sobre esta liga. Fundador do site www.nbaportugal.com https://twitter.com/pedrofmribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *